Teoria do Futebol

Tudo sobre Futebol, os metodos, os conceitos, os princípios, 
os processos e toda a organização tatica do futebol!

Quatro razões porque as melhores equipas são muito fortes na antecipação

Existem muitas questões a quebrar quanto aos paradigmas do futebol. Compreendendo um paradigma como uma forma de encarar a realidade futebolística, muitos treinadores acreditam só numa forma de jogar e por vezes não conseguem quebrar esse paradigma, uma vez que o treinador é obrigado a ganhar e não tem espaço para experimentar coisas novas. Outras vezes, não quebram paradigmas por teimosia, preferindo acreditar durante muito tempo em formas de jogar que não dão resultado. 

A antecipação pode ser compreendida como uma característica defensiva, cujo jogador com elevados índices de antecipação é aquele jogador que recupera muitas bolas e faz imensas interceções.


Porém, eu não vejo a antecipação como uma característica defensiva individual mas como uma característica defensiva e ofensiva de toda a equipa, pois um coletivo com elevados índices de antecipação é um coletivo bem treinado e com um modelo de jogo bem inserido e eficaz.

Comparando com outras equipas, qualquer equipa tem índices de antecipação mais ou menos elevados, tanto defensivamente quanto ofensivamente. Alcançar primeiro a bola é só um resultado positivo de uma antecipação eficaz, pois para o jogador alcançar rapidamente uma bola, precisa de ter treinado imenso. Os jogadores com elevados índices de antecipação não precisam ser jogadores fisicamente rápidos, mas são com certeza absoluta, mentalmente rápidos.

1.  jogadores que antecipam são jogadores experientes

Quando surge determinada ação no campo, cada jogador faz uma determinada leitura de jogo e responde mentalmente a esta questão: o que devo fazer? Todos os jogadores demoram determinado tempo a responder a essa questão, embora uns reajam mais rápido do que outros. Quando dois jogadores disputam uma bola, um deles até pode estar mais longe da mesma mas ainda pode chegar primeiro a bola porque foi mais rápido a perceber a situação e começou a movimentar-se primeiro. Está situação surge imensas vezes nas costas de qualquer defesa, quando um atacante recebe a bola nas suas costas. Este jogador não teve a necessidade de entrar em fora de jogo, mas apenas foi mais rápido a pensar que a defesa adversária e por isso chegou primeiro. Além da leitura de jogo de quem passa a bola e de quem a recebe, este método ofensivo (exploração das costas da defesa adversária) tem melhores resultados quando o atacante se antecipa.

2.  para que um jogador saiba o que fazer, precisa de identificar com a situação e tomar uma decisão acerca do que vai fazer

Vivenciando muitas situações, o jogador aprende a distinguir cada situação e com isso chegar mais rapidamente a uma decisão. O princípio da continuação do treino busca repetir muitas situações idênticas, elevando a leitura de jogo do atleta e melhorando o seu poder de decisão. Logo, jogadores que antecipam facilmente são jogadores que passaram por muitas situações, e por isso são jogadores bem treinados. Após treinos com elevados índices de volume, cujos exercícios são compostos por imensos estímulos, o jogador é exposto a muitas e variadas situações. Sempre que um jogador vivencia uma situação, necessita distinguir qual é a situação e identificar uma decisão a tomar. Tanto distinguir a situação como tomar uma decisão são duas ações cerebrais que demoram o seu tempo. O treino diminui esse tempo de ação cerebral e diminui também o tempo que o tempo demora a reagir à situação momentânea.


Terceira razão: a antecipação melhora a ligação entre os colegas de equipa

Independente da forma como ataca ou defende, não há nada melhor em qualquer modelo de jogo do que o enquadramento da equipa, cujos jogadores estão no lugar certo à hora certa. Porém, este nível de entrosamento é difícil de alcançar, pois cada jogador é mais ou menos rápido a pensar e a reagir às situações de jogo quando comparado com os colegas de equipa. Com o tempo e treino, os jogadores tornam-se hábeis a identificar qual é a ação que o colega de equipa vai fazer, o que melhora imenso a comunicação da equipa e diminui o tempo de demora entre a reação de dois jogadores. A linguagem corporal durante o jogo ajuda a intensificar essas ligações. É relativamente fácil notar quando um jogador vai passar, rematar ou cruzar, principalmente quando já se conhece o seu estilo de jogo e a forma como joga a bola. Conhecer bem os colegas de equipa ajuda a melhorar a antecipação dos jogadores de toda a equipa.

Quarta razão: a equipa que antecipa qualquer movimentação do adversário tem mais hipóteses de vencer a partida

Não é por brincadeira que eu sou fã da análise desportiva, onde o observador técnico elabora um relatório de análise do próximo adversário da equipa. Quando o treinador sabe como a equipa adversária vai jogar, preparará a equipa para o jogo que se avizinha. Este método de preparação diminui o tempo de antecipação em alguns segundos em várias situações que por sua vez, parecendo pouco, é mesmo muito tempo para a equipa não se deixar levar pelo fator surpresa. A partir deste método de preparação, a equipa tem maiores probabilidades de vencer a partida de futebol.


Não penso que seja necessário ser técnico de futebol para compreender estas quatro razões que fazem da antecipação, uma das armas mais fortes das melhores equipas. Por norma, nenhuma equipa deve jogar em reação pois significa que é mais lenta a reagir às situações que surgem durante o jogo. Uma equipa lenta a reagir às situações de jogo é uma equipa que joga em reação, e equipas que jogam em reação, ou seja correm atrás, são equipas que não controlam os jogos, e por isso perdem imensos jogos.

Insira o seu e-mail e receba todas as novidades