Teoria do Futebol

Tudo sobre Futebol, os metodos, os conceitos, os princípios, 
os processos e toda a organização tatica do futebol!

Princípio da Sobrecarga

Com a evolução da organização de jogo, o futebol procura também novas formas de melhorar o comportamento organizacional dos jogadores. Surgem novas teorias, novos esquemas de treino e novas formas de treinar, sempre em busca do seu máximo rendimento. Igualmente, surgem princípios do treino, como regras específicas que devem ser seguidas para potencializar o atleta e as suas características. O treino deve ser montado de forma a cumprir os requisitos desportivos e excluir todas as atividades que não se enquadram na performance desportiva.

Imediatamente após uma carga de trabalho, o organismo necessita de recuperar e estabelecer o equilíbrio em relação ao meio ambiente, ou seja, o organismo necessitará de um tempo de recuperação para repor a energia gasta durante a atividade desportiva. Por outras palavras, este princípio respeita que após o esforço, o atleta precisa de um período de recuperação, e será durante esse período de descanso que o organismo responde aos estímulos a que o atleta foi exposto durante determinada atividade.

Os estímulos, por sua vez, causam diferentes desgastes, mas o organismo é capaz de fazer a recuperação de si mesmo e preparar-se para uma carga de trabalho mais forte, chamando a este fenómeno de assimilação compensatória. Com a evolução do treino, o treinador deve aplicar estímulos cada vez mais fortes sobre os atletas, elevando o limite de adaptação de cada jogador. Este é o princípio da sobrecarga ou da progressão gradual, fundamental em todos os processos de evolução desportiva.


A aplicação deste princípio no treino surge nas duas variáveis, que são volume (quantidade) e intensidade (qualidade), e nos diferentes tipos de treino, como contínuo, intervalado, em circuito, de musculação, de flexibilidade e agilidade e técnico.


NOTA: O treinador deve ter em conta os outros princípios do treino e ao mesmo tempo as necessidades do atleta. Deve respeitar o princípio da sobrecarga treinando o atleta em 101% do seu potencial e não 140%, 160% ou 200% daquilo que o atleta é capaz de fazer momentaneamente. Portanto, o treinador deve compreender quais são os limites do atleta e procurar potencializar esses limites, mas sem demasia, respeitando os limites éticos do treino.

Insira o seu e-mail e receba todas as novidades

Assine agora e receba todas as novidades por e-mail

E faça download do ebook 72 exercícios para as fases do jogo imediatamente. Clique aqui para saber mais
endereço de email
*
campayn