Teoria do Futebol

Tudo sobre Futebol, os metodos, os conceitos, os princípios, 
os processos e toda a organização tatica do futebol!

A natureza do jogo de futebol

O futebol é complexo. Exige estudar e saber imenso, tanto do jogo como do jogador. E no fim (que é algo a que não dou muita atenção, porque o que me interessa realmente é o jogo), acaba por ser uma máquina de gerar dinheiro. O fanatismo transformou o futebol no maior desporto mundial. Para muitos, não existe Deus. Existe o seu clube e tudo o resto são infiéis. Cada vez serão mais marcas que vão perceber isto e vão fazer crescer o futebol, para obter o seu retorno. Mas vamos ao que interessa.

A natureza criou um cérebro, para tornar possível o pensamento e a posterior adaptação ao meio envolvente. 


São imensos animais, principalmente os mais evoluídos que tem um cérebro, para que seja possível fazer uma leitura do meio envolvente e a posterior adaptação a esse meio. Um leão olha em volta em busca das presas. O seu cérebro capta a informação e seleciona o que é uma presa e uma forma de a caçar. Se o leão tiver mais experiência, terá mais meios para caçar a presa. 


No futebol, o jogador faz a leitura do jogo e de seguida toma uma decisão. Se tiver mais experiência, melhor será a decisão que pode tomar, muito à semelhança do leão. Assim, o treino deve desenvolver o jogador só e apenas no sentido do jogo, ou seja, das dificuldades que o jogador pode encontrar, da estratégia para toda a equipa, da leitura e análise das situações do jogo ou mesmo manter a postura calma numa situação emocionalmente complicada

Uma equipa tem que agir como uma equipa. Isso não deve ser pedido. Deve ser ensinado e treinado vezes sem conta 


Não digo que o treinador deve não pedir aos jogadores para jogar em equipa. Deve sim, se esse for o contexto do exercício por exemplo. Porém, apenas pedir sem criar situações onde se fomenta o jogo em equipa, isso não trará resultado algum. Se a um carro lhe tirarmos uma roda, ele ainda anda. Mas se lhe tirarmos já duas, já não. Para uma equipa, se todos os jogadores pensarem por igual, todas as tarefas são mais fáceis para todos os jogadores. Se um jogador não consegue jogar como a restante equipa, já será mais difícil para todos os jogadores. 


Não adianta falar em caudal ofensivo, nem em defesa organizada, nem em dominar jogos, quando os jogadores não têm um pensamento único para cada momento do jogo. Se meia equipa pensa duma forma e outra meia equipa pensa de outra forma, o resultado será pouca organização para fazer frente ao jogo caótico como ele é. Nunca sabemos o que pode acontecer de seguida no jogo, mas podemos todos pensar por igual. Para isso existe um modelo de jogo, que deve ser treinado, para que todos os jogadores reajam da mesma forma a cada situação de jogo. Se todas as peças de um carro o fazem mover, porque não devem os jogadores pensarem todos da mesma forma e jogarem com as mesmas ideias e mesmas repostas para cada situação de jogo?


O modelo de jogador, ideal hoje, mas não talvez amanhã 


Cada jogador tem características físicas, técnicas, táticas e psicológicas. Criam um "sistema interativo", que é o jogador. Porém, será que alguma se sobressai? Tudo em nossas vidas depende das decisões que tomamos. O jogador, equipa e treinador estão dependentes das decisões que tomam. Todas as outras são condicionantes. Eu não preciso ter 1 metro e 90 para escrever este texto, nem ser super rápido com os dedos e escrever com as mãos trocadas, nem ter uma estratégia super inteligente para o escrever. Precisei de ter tomado a decisão para o escrever. Assim como o jogador, este deve ser capaz de analisar a situação, decidir, e usar as outras características para realizar a ação que decidiu fazer. 


Se tenho um cérebro, sou capaz de receber a informação, analisar e decidir. A decisão parte daí. Depois, vou realizar a tarefa que decidi fazer em função daquilo que decidi, seja ela qual for. A única coisa que me pode impedir é não ter meios físicos ou envolventes que me permitam realizar a tarefa que decidi fazer 

Treino é jogo e jogo é treino 


O treino deve estar focado na evolução do jogador e da equipa em função de uma forma de jogar para fazer frente ao jogo caótico. Nunca sabemos o que vai acontecer, logo, devemos pensar como um todo e reagir como um todo. Esse deve ser o foco do treino. Porém, muitos acreditam ainda que o jogador deve ter garra, deve ter força, deve fazer muitas fintas e driblar muitos adversários de uma só vez. Ou até mesmo há quem diga que a equipa deve rematar de longe perante autocarros, porque "uma ou outra deve entrar" (Era só para lembrar que, num remate de longe, ou a bola sai fora, ou é recuperada pelo adversário, fica na posse da equipa que ataca ou é golo E as melhores hipóteses, que são as duas últimas, são as que menos acontecem, oferecendo a bola ao adversário na maior parte dos remates de longe) 


Momentos ofensivo e defensivo, transições, comportamentos coletivos, gestão de desgaste, criação de linhas de passe, amplitude, profundidade, plano B se o plano A não funcionar, uma ideia de posse ou contra-ataque, etc. Há muita coisa do jogo que deve ser trabalhada, e que será melhor ou pior trabalhada em função do conhecimento que o treinador tem do jogo e do treino. A equipa deve treinar em função do que vai acontecer no jogo, assim como deve jogar em função do que treinou. 

Assine agora e receba todas as novidades por e-mail

E faça download do ebook 72 exercícios para as fases do jogo imediatamente. Clique aqui para saber mais
endereço de email
*
campayn