Teoria do Futebol

Tudo sobre Futebol, os metodos, os conceitos, os princípios, 
os processos e toda a organização tatica do futebol!

Principio especifico de defesa: Equilíbrio

Nos tempos modernos, a definição de futebol engloba sempre a expressão "jogar como uma equipa", ou então "jogar como um todo", e por aí fora. Para que uma equipa jogue como equipa, existe a importância de fazer cada jogador se ligar a todos os seus colegas de equipa, seja com bola ou sem bola. Por essa razão, os princípios específicos do futebol existem para organizar os jogadores, sobre regras ou leis, definidas pelo modelo de jogo e filosofia do treinador. 
No treino do futebol, principalmente para os princípios específicos, como é o caso do equilíbrio defensivo, não basta apenas treinar situações de jogo que sejam favoráveis. Mais importante que isso, o treinador tem o papel fundamental de ensinar os jogadores a compreender cada situação de jogo, e os jogadores devem ser capazes de reagir a cada situação o mais rapidamente possível.

A partir do momento que os jogadores compreendem as ações e noções destes aspetos estruturais e funcionais, jogam quase que automaticamente de acordo com o princípio do Equilíbrio Defensivo. Nos aspetos estruturais, a organização defensiva deve manter superioridade em relação ao adversário, ou, pelo menos, igualdade numérica. Por outro lado, nos aspetos funcionais, o posicionamento defensivo depende das movimentações do adversário.


       Estes dois aspetos buscam a estabilidade defensiva quando são aplicados, principalmente na zona de pressão, apoiando jogadores de contenção e cobertura defensiva. Quando um jogador assume um posicionamento correto, não só transmite mais segurança aos colegas e companheiros de equipa, como cria situações desfavoráveis ao portador da bola, aumentado a previsibilidade do jogo ofensivo e as probabilidades de recuperação da posse de bola.


Como assim?


Existem vários aspetos importantes que o jogador deve prestar atenção, como a cobertura dos espaços e a marcação dos jogadores sem posse de bola, a redução de linhas de passe e a redução do ritmo de jogo:


No espaço

Quando uma equipa está na posse de bola num determinado flanco, a equipa adversária deve ocupar esse espaço, tanto da melhor forma como o mais rápido possível. Mas tem um contra: o flanco espaço fica desocupado. Esse flanco é um espaço que o adversário pode explorar, com passes rápidos ou diretos entre flancos, ao que chamamos de "inversão de jogo". Um jogador que está no flanco contrário, deve estar atento a esta situação, e não se posicionar tão perto do centro de jogo. Em vez disso, ocupa o espaço, e fecha linhas de passe para esse espaço. Geralmente é um extremo que fica com essa função.

Linhas de passe

Uma vez que a equipa não tem a posse de bola, é tão importante recuperá-la como obrigar o adversário a cometer erros. Para isso, o jogador procura as linhas de passe mais prováveis, e marca o jogador que ocupa determinada posição. Assim, a equipa adversária, é obrigada a procurar outra forma de atacar, que seja menos efetiva e, ao mesmo tempo, a equipa sem posse de bola ter maiores probabilidades de recuperar a posse de bola.


       Ritmo de jogo

Um pouco mais complexo do que a simples marcação para fechar linhas de passe, a anulação do ritmo de jogo é muito importante, seja para ataques posicionais, rápidos ou em contra-ataques. O adversário deve ser obrigado sempre a procurar uma forma de progressão diferente daquela a que está habituado. Se após recuperar a posse de bola, faz a progressão rápida no terreno de jogo, o primeiro processo a aplicar é fechar todas as linhas de passe em frente à linha da bola, e de seguida, impedir o espaço para a progressão ao portador da bola. Assim, a única solução possível é passar para trás, e, enquanto isso, a equipa organiza-se rapidamente.

Insira o seu e-mail e receba todas as novidades