Teoria do Futebol

Tudo sobre Futebol, os metodos, os conceitos, os princípios, 
os processos e toda a organização tatica do futebol!

Como ser treinador de futebol – 4 dicas essenciais

Muitos jovens sonham em se tornarem treinadores de futebol, por razões variadas. Pelo dinheiro, pela aventura, pelo sonho, por vivenciar situações parecidas em jogos de computador, porque jogam futebol, etc. Porém, são muitos os que não sabem o que devem saber ou em que tipo de conhecimento se devem orientar para se tornarem treinadores de futebol.

Ao fazer a pergunta “como ser treinador de futebol?”, o que muitos seriam capazes de responder? Rigorosamente nada. Mas a pergunta deveria ser “como ser treinador de futebol de sucesso?”, pergunta que apenas os mais motivados para a carreira de treinador são capazes de fazer. Decidimos juntar mais algumas perguntas para aqueles que pretendem ter uma visão do caminho até se tornarem treinadores de futebol.

Quanto tempo levarei até me tornar treinador de futebol?

Para qualquer carreira, a idade não importa. Neste momento, vemos jovens já muito bem capacitados e que levam já uma carreira respeitável para a idade que tem (não refiro apenas futebol, mas empreendedorismo, profissões, estudos, prémios ou carreiras em outros desportos, etc), e vemos muitas pessoas mais velhas que nunca chegaram a lado nenhum na vida, nem tem capacidade para isso.


Num mundo gerido pelo dinheiro, pela ganância ou pelo poder, os mais fortes estão sempre em busca de pessoas que possam ajudá-los a construir o seu património. Por exemplo, um determinado clube está sempre em busca de jogadores com a melhor qualidade que conseguir para se manter competitivo, e assim vender camisolas, bilhetes e patrocínios. Por exemplo, o Real Madrid está sempre em busca de craques, oferecendo-lhes grandes ordenados e um lugar na equipa galáctica, em troca dos seus serviços no campo.


No que diz respeito a ser treinador de futebol, quanto melhores forem as competências do treinador, quanto melhor for o currículo que este apresenta, mais portas se vão abrir para subir na carreira. Saber ler o jogo, saber comunicar, saber dirigir a equipa técnica e os jogadores, saber pensar o jogo, saber planear a época, reagir bem às dificuldades jogo a jogo ou semana a semana, são muitas das tarefas habituais do treinador. Quanto melhor for nestas tarefas, mais hipóteses tem esse treinador de subir na carreira, porque mais pessoas o quererão por perto.


E a verdade disso tudo é que os melhores treinadores atuais, Pep Guardiola, Luis Henrique, José Mourinho ou Diego Simeone são alguns dos melhores treinadores mundiais, e o mais velho tem apenas 53 anos, mas já faz parte dos treinadores mais titulados da história. Por outro lado, vemos treinadores que já tem idade de reforma e que ainda não ganharam nada.

A resposta a quando tempo vai levar até se tornar treinador de futebol, não é a idade, mas as competências adquiridas e conforme as portas vão sendo abertas

Para um treinador de topo, o trabalho não é apenas treinar. É organizar

Numa conversa com um colega meu, transcrevo o mesmo esquema que deixei escrito num papel

Este esquema pode representar muito bem o papel do treinador de topo nos dias atuais. Ser treinador não significa apenas juntar uma equipa e fazer os jogadores correr atrás da bola. É mais completo do que isso.


Organizar o plano semanal de treino, tendo em conta o jogo que se vai realizar no fim de semana (ou a meio da semana mesmo), tendo em conta os jogadores disponíveis fisicamente ou tendo em conta o modelo de jogo a ser trabalhado durante o ano, tudo isso tem muita influencia no exercício que se vai escolher para treinar. Da mesma forma que um chefe de obra organiza a construção de um edifício para que este dê lucro, o treinador organiza a equipa a curto, médio e longo prazo para que esta possa dar resultados desportivos satisfatórios.


Assim, a função de um treinador não é apenas desenhar um exercício para a próxima quarta-feira, mas desenhar um exercício tendo em conta o que se pretende trabalhar ao longo do ano, tendo em conta o próximo adversário, tendo em conta o calendário, tendo em conta as capacidades dos jogadores ou a disponibilidade dos mesmos e até tendo em conta os objetivos da direção do clube.

Desta forma, para se tornar um treinador de sucesso, são muitas as habilidades que nos precisamos de capacitar. Ter que lidar com muitas tarefas é hoje uma realidade dos treinadores de futebol profissional.

Aprender a comunicar é fundamental, mesmo

Tendo em conta o ponto anterior, em que o treinador precisa ter muitas ideias para lidar com os contratempos e tomar decisões consoante as tarefas, cabe também ser uma pessoa capaz de mostrar as suas ideias aos jogadores e equipa técnica.


Uma ideia apenas é transmitida a outra pessoa através da comunicação. Saber falar, saber pensar, saber transmitir uma ideia de forma coerente e o mais simples quanto possível, ajuda muito a que quem receba a ideia, a perceba.


O trabalho do treinador parte das suas ideias e dos seus conhecimentos, e só pode ser realizado se este é capaz de se comunicar com os jogadores e equipa técnica. Em jeito de exemplo, eis algumas perguntas do que é a comunicação de um treinador:


  • Como pode um treinador que só fala inglês, explicar o que quer de um jogador, se este só fala francês?
  • Como pode um treinador orientar um jogador taticamente, se este ainda não aprendeu o que são princípios do jogo?
  • Como pode um treinador exigir rendimento, sem antes explicar o que quer trabalhar com a equipa?


É necessário ter coragem de tomar decisões e assumir responsabilidades

Quanto maior é o poder, maior é a responsabilidade. Lembro-me bem desta frase de um filme do Spider Man, que retrata a posição que qualquer líder ocupa. O futebol parte das ideias, mas são os resultados que as valorizam ou desvalorizam. Um treinador, mesmo sabendo treinar, acaba sendo desvalorizado quando não consegue vencer.


Sabendo que um treinador é um líder, e que líderes são obrigados a tomar decisões que melhoram ou comprometem os resultados dos seus liderados, os treinadores nunca estão livres da responsabilidade dos maus resultados.


Evidentemente que há muitas coisas que o treinador não controla. Quando o jogador chuta ou lado ou faz golo, o treinador não controla. Quando o jogador erra um passe, o treinador não controla. Quando o jogador se esquece de pressionar o portador da bola, isso o treinador não controla. São momentos, que o treinador não controla.


O que o treinador controla, e a forma como a equipa cria as situações de finalização, para que o jogador possa rematar mais vezes à baliza do que ao lado. O que o treinador controla, é a evolução da equipa na forma como se posiciona e como passa, levando os jogadores a fazer menos passes errados. O que o treinador controla, é mostrar quando e fazer o jogador pressionar o portador da bola. 


No longo prazo, é quando se vê a capacidade do treinador em tomar decisões, assumir responsabilidades e levar a equipa a resultados, sejam bons ou maus. Um treinador não é bom por acertar algumas das suas decisões. O treinador é bom quando consegue tomar decisões positivas e levar a equipa a mais resultados bons do que resultados maus. E depois há os excecionais, que conseguem levar a equipa a resultados praticamente perfeitos. O campeão é aquele que venceu mais vezes, não o que venceu o jogo mais importante


Assine agora e receba todas as novidades por e-mail

E faça download do ebook 72 exercícios para as fases do jogo imediatamente. Clique aqui para saber mais
endereço de email
*
campayn