Teoria do Futebol

Tudo sobre Futebol, os metodos, os conceitos, os princípios, 
os processos e toda a organização tatica do futebol!

Como ser mais respeitado enquanto treinador?

Uma das dicas da moda refere que o treinador não pode ser amigo dos jogadores. Mas, porque não pode ser amigo, se é o líder do grupo, é o líder desses jogadores? Um líder não é amigo dos seus comandados, ou apenas os usa a seu belo favor? Ou, já que não é amigo, é inimigo do jogador? Alguma coisa não bate certo aqui, e precisamos perceber o quê, para melhorar a qualidade do nosso grupo. Tudo depende da forma como vemos a palavra amigo, e como tecemos as relações com os nossos comandados.

 Por opinião, não depende de ser amigo ou não dos jogadores, mas a quão próxima é a relação e como esta foi construída com o tempo. Existem relações que são muito próximas entre os treinadores e jogadores, onde ambos se respeitam mutuamente, e tudo o que fazem, é para servir o outro lado da relação. Existem outras relações mais afastadas, em que nem sempre podemos contar com os atletas, ou eles não podem contar com os treinadores, que resulta em tempo perdido para ambas as partes. Se ser amigo do jogador, corresponde a ensiná-lo, trabalhá-lo, protegê-lo e encaixá-lo na equipa, então, a palavra amigo adquire o significado correto no mundo do desporto. Por outro lado, se ser amigo é sair à noite, tratar as coisas da vida pessoal em conjunto, e fazer o que bem entender apenas por lucro próprio, o jogador e o treinador não só não estão a ser amigos dos seus colegas de equipa, como não estão a ser amigos de si mesmo.


Futebol, não é apenas uma questão de organização tática, mas é o que a maior parte da gente vê. Qualquer treinador, não trabalha com máquinas. Isso é a profissão dos mecânicos. Um treinador é um líder, trabalha com pessoas, precisa de compreender cada um dos jogadores, saber o que este tem de melhor e pior como jogador e pessoa, e extrair o melhor em função da equipa para o valorizar pessoalmente, assim como aos seus colegas. Assim sim, o treinador, com certeza, é amigo do atleta, e ambos retiram lucro com isso.

1. Tenha consideração pelos jogadores

O sucesso pessoal do treinador nunca poderá estar acima dos jogadores, porque é através dos jogadores que o treinador ganhará títulos. Se a equipa está em baixo de forma, faça-os correr. Se a equipa está desmoralizada, dê-lhes forças, moralize-os. Se a equipa está desorganizada, organize-os, treine-os, mostre-lhes o que quer ver deles em campo e seja paciente com eles. Nunca diga "eu tenho uma reputação a defender", mas diga "nós temos uma reputação a defender".


2. Cumprimente todos os jogadores

Quando chega ao treino, não precisa ficar na conversa com os jogadores, para que estes não sejam demasiado próximos a si. Em vez disso, cumprimento-os um a um, com aperto de mão firme e olhe-os nos olhos, de forma franca e direta. Não aperte a mão da pessoa por mais de dois ou três segundos. Isso fica mal na postura de um líder. Há mais a fazer do que ficar ali especado a apertar a mão de uma pessoa. Depois, vá preparar o treino.


3. Use as palavras certas

A comunicação é a única forma de fazer uma equipa. Um líder que não comunica corretamente, não consegue fazer passar a mensagem daquilo que quer ver na equipa. Sempre que for falar aos jogadores, faça-o quando eles o ouvirem. Se estiverem a conversar enquanto alongam por exemplo, peça a atenção deles para o próximo exercício. Fale para os jogadores com voz ativa e cabeça levantada. Nunca diga "Preciso da vossa atenção se faz favor". Em vez disso, experimente "Atenção rapazes, atenção".


4. Aceite os jogadores

Nenhum jogador é 100% estúpido ou 100% inteligente, nem é 100% valioso nem 100% imprestável. Todos tem um papel no grupo e todos fazem falta. Aprenda o que cada um tem para oferecer ao grupo e o que é preciso proteger em cada jogador. Desenhe um modelo de jogo que esconda os pontos fracos dos jogadores e que mostre os pontos fortes deles. Eles não se aperceberão que o treinador fez isso, mas para eles, perceberá de futebol, e terá o respeito deles.


5. Aprenda com eles

O treinador, comanda o grupo, organiza as ideias do grupo, mas não é dono da verdade absoluta. Há coisas que não sabe e que pode aprender muito com eles. Nunca defenda a sua ideia, se sabe que você está errado e os jogadores estão certos. Isso pode acontecer em apenas uma situação, mas que é suficiente para que os jogadores nunca mais o respeitem como o respeitaram até ao momento.


6. Ninguém é diferente dos demais


Se puder aproximar-se o suficiente de um jogador para saber da sua vida pessoal, perceberá que ele tem objetivos, que lá no fundo, lhe quer agradar a si e aos colegas e desfrutar da vida. Você também.

7. Seja tolerante


Há por ai muitas pessoas vistas como más, possessivas, egocêntricas e/ou agressivas. Talvez não tenham quem os proteja ou os apoie, levando-os a agir dessa forma. Pode acontecer que um membro que acabou de entrar no grupo, que até agora era visto como grande jogador, esteja a fazer tudo mal. Talvez preciso de mais tempo para se adaptar, talvez tenha medo de falhar ou tenha problemas pessoais. Não faça caso disso. Apoie o jogador, seja tolerante e tenha paciência. Ele precisa de si.


8. Faça o trabalho de casa


Alguém me pode explicar como se resolvem as coisas à última da hora? A preparação, é fundamental. Organizar a equipa e evoluí-la segundo os conceitos em que acredita, só pode trazer bons resultados no campo. Não fazer nada ou fazer pouco no treino, e exigir alto rendimento aos jogadores no campo, não só não é uma atitude de um líder como equivale a fechar as portas ao sucesso no futebol.


9. Imponha limites desde cedo


Logo que um jogador lhe falte ao respeito, imponha-lhe um limite. Assim que um jogador lhe faltar ao respeito várias vezes, mais lhe seguirão. Não deixe que isso aconteça, para seu bem e para bem do grupo. Deixar que um jogador o desrespeite à primeira vez, é o único passo que precisa ser dado para que o treinador nunca seja respeitado.


Enquanto treinador, você também um líder?


A maior parte dos treinadores, quer amadores, quer profissionais, não conhecem a realidade do futebol tão bem como gostariam. Por vezes, deixam-se levar tempo demais, e só mesmo com os erros é que aprendem. Evidentemente, dificuldades não são só para os líderes. Todos nós as temos. Mas, já imaginou, deixar-se levar pela confiança, acreditar que tudo está bem, e não perceber que está a surgir um pequeno "cancro" dentro do grupo, que vai aumentando com o efeito bola de neve, e de repente, tudo parece explodir? A primeira vontade, para muitos, é desistir e não tentar fazer mais nada na vida. Tenha calma, e reflita o que falta à equipa e o que há para melhorar. Os seus jogadores agradecem e todos ganham com isso.

Assine agora e receba todas as novidades por e-mail

E faça download do ebook 72 exercícios para as fases do jogo imediatamente. Clique aqui para saber mais
endereço de email
*
campayn