Teoria do Futebol

Tudo sobre Futebol, os metodos, os conceitos, os princípios, 
os processos e toda a organização tatica do futebol!

Principio especifico de defesa: Cobertura defensiva

Se há algo que os jogos desportivos coletivos têm, que os jogos individuais não têm, é a inteligência dos jogadores em jogarem como um todo, apoiados nas mesmas ideias, e na mesma filosofia. Por essa razão, os princípios específicos de jogo têm cada vez mais um papel fundamental na organização de jogo de cada equipa, pois orientam os jogadores a jogar coletivamente. Em qualquer situação individual para as duas equipas (1x1), partimos que a vantagem é sempre do atacante. 
Por essa razão, foi criado o princípio específico da cobertura defensiva, com dois objetivos fundamentais: garantir uma segunda barreira se o primeiro defesa for ultrapassado, e ao mesmo tempo, garantir confiança a esse primeiro defesa para tentar o desarme, pois, se falhar, o atacante terá ainda um adversário para ultrapassar.
O princípio da cobertura defensiva está apoiado na ideia de um jogador apoiar um colega de equipa nas suas costas, colega que está a realizar uma ação de contenção perante um atacante com bola. Caso o primeiro defesa ou defesa de contenção seja ultrapassado, o defesa na cobertura tem por objetivo servir de novo obstáculo ao portador da bola, assumindo um posicionamento que evita descompensações defensivas. Esse mesmo jogador pode também orientar o jogador que está em contenção, no que diz respeito às movimentações tático técnicas adversárias. Além de facilitar o combate às ações do adversário, este tipo de atitude transmite mais confiança e segurança ao primeiro defesa.
No contexto geral, situações de 1x1 são benéficas para os atacantes. Por essa razão, os defesas são obrigados a criar uma situação de 2x1, o que dificulta o trabalho do atacante, e facilita trabalho do primeiro defensor. Facilita também o desarme por parte de ambos os defesas, se a mentalidade da equipa for essa. já numa situação de 2x2, o segundo defesa, deve estar atento, são só ao portador da bola, como ao atacante em função de cobertura ofensiva.

No momento em que a cobertura defensiva é realizada, existem alguns aspetos importantes a ter em conta pelos jogadores, tanto na forma de como é realizada a ação, como nas condições dos jogadores para a realizar, tais como:


As zonas do campo


Entre espaço para manobras defensivas e risco para a baliza, a distância entre os dois defensores e o ângulo de cobertura vão variar. Quanto mais próxima da baliza ou do corredor central estiver a zona de pressão, o risco para a baliza é maior, e por isso o jogador em cobertura deve diminuir imediatamente o espaço em relação ao jogador em contenção. Por outro lado, nos corredores laterais, o segundo defesa deve colocar-se a uma distância maior, mas de segurança, evitando que o atacante consiga ultrapassar os dois defesas de uma só vez.



As condições climatéricas e do relvado


 Se as condições do relvado não forem as melhores, a distância de cobertura deve ser menor, pois não só dificulta o espaço para o portador da bola, como também desencoraja o mesmo a tentar driblar um defesa. Ao mesmo tempo, um companheiro em cobertura ofensiva estará posicionado mais longe, porque as más condições do relvado dificultam o controlo da bola por parte da equipa atacante


O grau de confiança entre os defesas


É muito importante que o segundo defesa transmita um sinal ao primeiro defesa que a cobertura está bem efetuada e que este pode tentar o desarme. Por outro lado, também é muito importante que o primeiro defesa perceba que está protegido e que pode tentar roubar a bola ao adversário. O hábito durante o treino, aumenta a confiança entre primeiro e segundo defesa, o que gera melhores resultados na recuperação da posse de bola durante uma partida de futebol. O grau de confiança entre os dois jogadores está relacionado com as capacidades físicas, técnicas, táticas e psicológicas que os jogadores apresentam durante a partida. Se o jogador de cobertura perceber que o primeiro defesa tem dificuldades nos aspetos físicos técnicos táticos ou psicológicos, deve aproximar-se desse jogador. Se o jogador de contenção possuir essas características melhor apresentadas que o atacante, o defesa de cobertura afasta-se. Assim que o desarme for realizado, o segundo defesa passa a primeiro defesa e passa a ser também a primeira opção ofensiva para dar sequência ao jogo.


Insira o seu e-mail e receba todas as novidades