Teoria do Futebol

Tudo sobre Futebol, os metodos, os conceitos, os princípios, 
os processos e toda a organização tatica do futebol!

Artigos

O processo defensivo

Posted by Valter Correia on July 7, 2011 at 5:05 PM

       Quando o assunto é o futebol, certamente que a ideia da "tática" do jogo entra no meio da conversa. Também se fala em ganhar dinheiro por aí, mas é tudo uma questão de tentar ganhar dinheiro. Como não há duas sem três, sem processo defensivo também não há processo ofensivo. O processo defensivo é a fase do jogo quando uma equipa tenta recuperar da posse de bola, podendo depois realizar ações ofensivas. Começa com a perca da posse da bola e termina com a recuperação da mesma.



       Para alguns autores, o processo defensivo é um processo com menos valor, porque o seu objetivo não é fazer ponto para a vitória no fim do jogo. São opiniões. Tanto o processo defensivo como o ofensivo são importantíssimos, e a realização dos dois não deve ser nunca posta em causa. No entanto, o processo defensivo convém terminar o mais cedo possível e bem-sucedido. A equipa que defende não deve limitar-se a esperar pela recuperação da posse de bola como consequência de erros cometidos pelo adversário. Não dependendo da zona do campo, os defesas devem sempre obrigar os atacantes a cometer erros, fazendo com que os mesmos sejam obrigados a conservar a bola e a manter uma estrutura pronta para defender a baliza.



    1. Os objetivos do processo defensivo


       Entendendo um processo como um caminho a fazer para alcançar um objetivo, o processo defensivo no futebol tem metas a cumprir que elevam o sucesso da equipa. Quando a equipa está a defender, seja a fazer pressão alta ou baixa, ou seja a fazer pressão vertical ou horizontal, existem sempre dois objetivos fundamentais a cumprir pela equipa: a proteção da própria baliza e a recuperação da bola.


       1.1 Proteger a baliza


       Sempre que a equipa perde a posse de bola, existe sempre a hipótese de sofrer contra-ataque da equipa adversária. Por essa razão, a transição defensiva deve ser o mais rápida possível, ocupando o espaço livre e obrigando a equipa contrária a procurar soluções para criar situações de finalização favoráveis. Esse processo deve ser feito, tendo em conta duas variáveis. Em primeiro lugar, deve ter em conta o espaço a ocupar e colocar o maior número possível de jogadores entre a linha da bola e a baliza, sem esquecer fechar as linhas de passe para o lado ou para jogadores mais importantes da equipa adversária. Em segundo lugar, a equipa deve conhecer os movimentos naturais do adversário durante a transição ofensiva, e fechar os espaços corretos o mais rapidamente possível. Esta variável só é possível após uma análise do adversário antes ou durante a partida em curso. Resumindo, no modelo de jogo da equipa, deve estar contido uma forma de defender que seja eficaz, relacionando o espaço reduzido com a ocupação de espaços correta. Dependendo de vários fatores, como transições, jogadores importantes na forma de jogar, ou mesmo erros que podem surgir


       1.2 Recuperar a posse da bola


       Uma vez que a proteção da baliza está assegurada, e o adversário terá de rever os seus planos para tentar marcar golo, a equipa está em condições de recuperar a posse de bola e iniciar o seu processo ofensivo. Quando falta a posse de bola à equipa, Um ou mais defensores que estiverem mais perto devem pressionar rapidamente para a recuperar também rapidamente. Em simultâneo, os companheiros devem deslocar-se rapidamente, realizando a ação de cobertura defensiva, e prestando segurança para a tentativa de desarme do jogador que está a pressionar o portador da bola. Os restantes colegas devem deslocar-se em direção às linhas de passe e espaços que são mais prováveis de ser explorados pelo adversário, impedindo a progressão da equipa adversária.


Dica: A pressão sobre o portador da bola deve ser efetuada sempre com dois jogadores. O primeiro jogador cumpre o princípio da contenção, fazendo frente ao portador da bola. O segundo jogador ocupa o espaço por trás. Assim, se o primeiro jogador for ultrapassado, o segundo jogador deve entrar em contenção sobre o portador da bola, mantendo a pressão sobre o mesmo. - Princípio da Cobertura defensiva




       2. Sobre um olhar mais profundo


       A proteção da baliza e a recuperação da posse de bola, não são apenas dois objetivos do processo defensivo, como são também dois objetivos fundamentais do jogo. Dependendo do estilo de jogo de cada equipa, isto é se pratica futebol defensivo ou ofensivo, um dos objetivos anteriores pode ser deixado para segundo plano para evidenciar o outro objetivo. Por exemplo, se o futebol apresentado pela equipa tem postura defensiva, certamente que a baliza vai ser exposta ao adversário como prémio. Para isso terá que a proteger até ao momento quando o adversário se encontra suficientemente exposto. Será um bom momento para recuperar a bola e contra-atacar, gerando resultados que vão de encontro aos objetivos da sua postura defensiva. Se a postura da equipa for ofensiva, acontece o contrário por duas razões. Uma vez que, equipas ofensivas procuram naturalmente pontuar durante a partida, só o podem fazer de uma forma: chegar com a bola até à baliza adversária. E para chegar com a bola até à baliza, precisam de estar na posse da mesma. Assim será importante recuperar a bola o mais rapidamente possível, procedendo depois ao processo ofensivo. Em segundo lugar, se a equipa ataca em busca do golo, alguns dos jogadores sobem no terreno e deixam espaços livres. A recuperação rápida da posse de bola é muito importante, impedindo que esses espaços sejam devidamente (ou indevidamente) explorados pelo adversário



       Artigos de interesse


bet365

Categories: Teoria Tactica, Processo defensivo e ofensivo

Post a Comment

Oops!

Oops, you forgot something.

Oops!

The words you entered did not match the given text. Please try again.

Already a member? Sign In

0 Comments