Teoria do Futebol

Tudo sobre Futebol, os metodos, os conceitos, os princípios, 
os processos e toda a organização tatica do futebol!

Artigos

O processo ofensivo

Posted by Valter Correia on July 4, 2011 at 5:55 PM

       Com a constante evolução tecnológica, financeira, comunicacional e igualmente constante evolução desportiva, nenhuma equipa se pode arriscar a estagnar a sua evolução correndo o risco de ficar para trás e levar muito tempo para recuperar. Por essa razão, a evolução da organização tática está a crescer a níveis sem precedentes.


 

       O processo ofensivo


       O processo ofensivo é um grande momento ou uma das duas formas gerais para fazer a leitura do jogo, permitindo a cada equipa saber em que momento deve realizar determinada movimentação. Cada treinador define como a equipa levará a bola para a frente, como a colocará na área e como vai tentar rematar a bola. A importância em coordenar cada uma das fases com as outras duas é muito grande, uma vez que cada fase depende das outras fases para o sucesso da equipa.

       Uma equipa inicia o processo ofensivo a partir do momento que recupera a posse de bola, e termina este processo quando fica sem a posse da mesma, seja através de remates, bolas para fora do campo ou desarmes por parte da equipa adversária.  O objetivo principal do processo ofensivo é pontuar na baliza adversária, que é também o objetivo do jogo.


       As três fases do processo ofensivo

  1. A finalização ou Fase I ofensiva
  2. A criação de situações de finalização ou Fase II ofensiva
  3. A saída de jogo ou Fase III ofensiva


       No entanto, podemos observar dois outros grandes objetivos do processo ofensivo:

 

       A manutenção da posse da bola

 

       A manutenção da posse de bola não é propriamente um objetivo, mas uma condição para o objetivo fundamental no futebol: o golo. Teodurescu afirma que procurar manter a posse da bola é evitar o risco irracional que leva alguns jogadores a perder a bola de forma injustificável. Não sendo propriamente um objetivo final, é importante encontrar o equilíbrio entre risco e segurança, partindo do princípio que nas situações de jogo, sejam ações individuais e combinações táticas utilizadas na construção ou na criação de situações de finalização, é preferível tentar reiniciar essas situações em vez de perder desnecessariamente a bola para o adversário.

       Assim, a resolução de qualquer situação no jogo ofensivo deve ser avaliada em função do binómio risco e segurança. A função do portador da bola é avaliar corretamente as vantagens e desvantagens de determinado comportament ou determinada movimentação, em função dos objetivos táticos da equipa. Num determinado lance, é preferível não optar pela situação de maior risco e manter a posse de bola, mesmo que essa situação não seja a mais adequada nesse lance. Mas manter a posse de bola, torna possível reorganizar o processo ofensivo.

 

       A progressão ou a finalização:

 

       Imediatamente após a recuperação da posse, se houver uma oportunidade para finalizar, a equipa deve fazê-lo o mais rápido possível. Caso não haja essa oportunidade, a equipa deve progredir em direção à baliza adversária de forma segura. Isto exige aos atacantes que:


 

  • Insistam e continuem a tentar desorganizar a equipa adversária, de maneira a criar condições, de espaço e número, mais favoráveis à resolução de sucessivas situações no jogo
  • A maioria das ações técnicas e táticas individuais e coletivas devem estar corretamente orientadas e coordenadas
  • Quando estão perto da baliza, procurem a criação de condições mais propícias para uma conclusão do objetivo deste processo, que é a obtenção do golo.

 

       Durante o processo ofensivo, perseguir este objetivo é a tarefa mais importante de qualquer jogador, e cada um deve esforçar-se por cumpri-la com o maior empenho e frequência possíveis, mas sempre dentro da sua função. O maior erro de um jogador é dirigir-se em direção ao alvo se esta não for a sua função.

 

       Existem três etapas que representam as subdivisões do processo ofensivo, ou seja, os períodos pelo qual passam os jogadores na construção de lances e situações, desde o momento que ganham a bola até ao momento que a perdem. Como Dietrich afirma, as etapas do processo ofensivo são:

 

  1. A construção do processo ofensivo ou Fase III ofensiva
  2. A criação de situações de finalização ou Fase II ofensiva
  3. A finalização ou Fase I ofensiva


bet365

 

 

 

Categories: Teoria Tactica, Processo defensivo e ofensivo

Post a Comment

Oops!

Oops, you forgot something.

Oops!

The words you entered did not match the given text. Please try again.

Already a member? Sign In

0 Comments