Teoria do Futebol

Tudo sobre Futebol, os metodos, os conceitos, os princípios, 
os processos e toda a organização tatica do futebol!

Artigos

Periodizacao tatica para treinadores jovens

Posted by Valter Correia on March 1, 2013 at 2:40 PM

       A periodização tática é ainda um tema mal compreendido, de tal forma que, para treinadores novatos, parece ser um conhecimento muito difícil de adquirir. A ideia que a periodização tática dispensa a forma física tal como fomos habituados a conhecer o futebol desde há muitos anos, confunde imensos treinadores jovens e não os deixa compreender como funciona este método de treino. Ao contrário do que muitos pensam, periodização tática treina a forma física dos jogadores, mas em conjunto com a técnica e a tática. Apenas treina a forma física em determinados músculos e não em todo o corpo. O livro 72 exercícios para as fases do jogo é um manual com exercícios aplicados na periodização tática. Se o atleta sentir que estes exercícios são inúteis para a sua forma física, então recomende receitas saudáveis para o dia-a-dia.


        Neste artigo, vamos estudar três e apenas três regras onde a periodização tática se baseia. Com apenas estas três regras, os treinadores novatos vão compreender como funciona a periodização tática.



       Regra número 1: treine apenas a técnica e a tática


       Acabei de criar confusão na mente de muitos nossos amigos, mas não há confusão nenhuma. Quando nós estamos a praticar algum esforço físico, o nosso organismo, mais tarde ou mais cedo, vai sentir que não é forte o suficiente e vai tentar evouir. Por exemplo, quando vamos ao ginásio treinar os nossos braços, vamos fazer força para levantar os pesos, e quando saímos do ginásio, sentimos os braços inchados e até temos a sensação que temos mais força do que quando saímos do ginásio, não é mesmo? Pois bem, quando essa sensação passar, o nosso corpo desenvolveu e realmente temos mais força nos braços, porque o corpo sentiu que precisava evoluir, sentiu que não tinha a força necessária. Não vou estar aqui com termos específicos, mas o nosso corpo desenvole à medida que fazemos esforço.

 

       Assim, podemos aproveitar a forma como o corpo humano foi feito para treinar sem desgastar imenso os jogadores. Enquanto a mente do atleta aprende a fintar, a passar a bola, a simular, a ler situações de jogo e aprende a tomar decisões com muitos e muitos exercícios, o corpo desse atleta desenvolve por sí mesmo. Por palavras simples, enquanto o atleta aprende a jogar futebol, o seu corpo evolui para que o atleta possa praticar futebol.  Esta é a base da periodização tática e é a base que melhora a forma competitiva de toda a equipa. Alguns dos clubes mais pequenos podem não ter as mesmas condições dos clubes maiores, mas mesmo assim podem evoluir e formar excelentes equipas a jogar futebol.


       Esta é a base da periodização tática e é a base que melhora a forma competitiva de toda a equipa. Alguns dos clubes mais pequenos podem não ter as mesmas condições dos clubes maiores, mas mesmo assim podem evoluir e formar excelentes equipas a jogar futebol.


        Regra número 2: criar um exercício com um objetivo específico


        Não há outra forma de treinar um objetivo do que treinar para esse objetivo. Seguindo essa lógica, cada exercício deve ser desenvolvido para um fim em especial. Obviamente que cada exercício vai treinar várias características no atleta, pois este necessita de usar ações técnico-táticas para treinar. Porém, isso é uma vantagem, pois o atleta precisa de melhorar a sua capacidade em ler a situação, reagir à situação com uma boa decisão e ainda conseguir controlar a bola conforme a situação exigir. Treinar uma característica em específico e treinar várias características apenas porque estas surgem no exercício é fundamental, e respeita igualmente o princípio da especificidade.


        Uma excelente ideia será usar exercícios com 6 ou 8 jogadores no máximo para treinar situações no centro do jogo, como pressão e capacidade em segurar posse de bola e minijogos para treinar movimentações.

 

        Regra número 3: treine 110% daquilo que o atleta é capaz de fazer


        Quando os atletas estão em condições normais para treinar, se há algo que não vou nunca fazer é treinar abaixo do nível que cada atleta pode atingir, pois quando a equipa está a treinar, o objetivo é evoluir e não estagnar na forma competitiva. Por norma, o organismo e a mente do atleta necessitam de passar por situações novas e mais complicadas para evoluir. Então, sempre que um atleta demonstra bons resultados num exercício, devemos dificultar esse exercício.


        Qual é o objetivo do exercício? Se o objetivo é pressionar os atacantes, então quando estes são bem pressionados adicionamos mais um atacante ou aumentámos o espaço do exercício. Se o objetivo é treinar o jogo dos atacantes, então adicionamos mais defensores ou encurtámos o espaço do exercício. Como foi visto na regra número 2, cada exercício tem um objetivo específico, e o treino apenas será específico se esse exercício treinar o que se pede. Sempre que aumentamos a dificuldade dum exercício, devemos aumentar tendo em conta o objetivo do exercício, isto é, se o objetivo do exercício e treinar combinações táticas, então evolui-se as dificuldade das combinações táticas em vez de dificultar, por exemplo, a pressão aos adversários que vão fazer aos jogadores que treinam as combinações táticas.


       Como foi visto, não é complicado compreender a periodização tática, ou pelo menos o essencial da mesma. Através da periodização tática, é bem mais fácil ao treinador inserir o seu modelo de jogo na equipa, sem grandes preocupações nem grandes trabalhos e com exercícios excelentes. Aliás, a periodização tática permite preparar os jogos de futebol de forma que mais nenhum método de treino consegue preparar.


       Artigos recomendados



bet365

Categories: Treino

Post a Comment

Oops!

Oops, you forgot something.

Oops!

The words you entered did not match the given text. Please try again.

Already a member? Sign In

4 Comments

Reply Marco Antonio Anjos
8:58 PM on April 30, 2015 
Olá Sergio Doria, Estava aqui na Internet procurando algo e vi a sua pergunta. Eu fui jogador profissional, já joguei ai em Sergipe,hoje sou treinador de futebol. Espero que tenha conseguido resolver a situação dos treinos, pois já faz muito tempo.Como coordenador de um clube, creio que deva escolher uma metodologia que se encaixe para todos os escalões até chegarem ao profissional, isso chamaria de identidade do clube. Voce como preparador sabe melhor do que eu as cargas e as capacidades físico motoras de cada exercício executado nos treinos, sejam eles de preparação geral ou especifica, por isso tem que escolher ou criar os que melhor se adequam ao(s) modelo(s) de jogo que utilizam. Voces tem que dominar isso para poder definir a vossa periodização. Não é nenhum bicho de sete cabeça, e a coisa da periodização tatica eu acho que o pessoal está a teoriza demais e por isso tem muita confusão ai pelo meio. Qualquer ajuda que precisar entre em contato pelo meu email: [email protected]
Reply Marco Antonio Anjos
8:39 PM on April 30, 2015 
Sérgio Dória says...
olá! sou preparador físico aqui no Estado de sergipe, mais de perto na Associação desportiva Confiança e coordeno as categorias de base do clube.
estou sofrendo bastante para inserir algumas formas de trabalhar, como por exemplo: treinos técnicos-físicos. Gostaria de recebr mais trabalhos e reultsdos de pesquisas. abraço!
Reply Sérgio Dória
10:58 AM on October 11, 2013 
olá! sou preparador físico aqui no Estado de sergipe, mais de perto na Associação desportiva Confiança e coordeno as categorias de base do clube.
estou sofrendo bastante para inserir algumas formas de trabalhar, como por exemplo: treinos técnicos-físicos. Gostaria de recebr mais trabalhos e reultsdos de pesquisas. abraço!
Reply claudio
6:51 PM on March 2, 2013 
Muito bom o artigo parabens...por causa de teoricos como vc que o futebol tem se tornado cada vez mais nos impressiona.