Teoria do Futebol

Tudo sobre Futebol, os metodos, os conceitos, os princípios, 
os processos e toda a organização tatica do futebol!

Artigos

Quebrando mitos errados com a formula secreta do sucesso

Posted by Valter Correia on February 24, 2013 at 12:45 PM

         Alguma vez sentiram aquela sensação que a vida de repente começa a acelerar e não tem como voltar atrás? E aquela sensação de desde que entramos em algum projeto, nos relacionamos com alguém ou escolhemos um caminho para as nossas vidas, parece que não tem como voltar atrás nem tem como fugir? Aposto que muitos de vocês já questionaram a existência de Deus, já se queixaram do governo e do patrão, dos gastos elevados, que o projeto não está a ter o resultado esperado. Claro está, já ouviram muita gente a queixar-se exatamente da mesma coisa. Aposto que acertei quase tudo. Pois bem, apresento a todos vocês uma fórmula para o sucesso, assim como expliquei como funciona ter um ideal para alcançar o sucesso. Não é uma fórmula que resultará todos os dias a todos os minutos, mas, como no futebol cada ataque não acaba em golo, é preciso fazer acontecer para que haja a hipótese de vencer.




        Esta fórmula que aqui apresento, que vou relacionar entre vida real e futebol, é de tal maneira simples que a maioria nunca na vida se lembraria dela, exceto aquela pequena comunidade que se cansou da forma como vivia a vida e pretendeu ganhar mais ou fazer algo melhor. Vamos pensar assim: Eu não estou a ganhar, mas quero ganhar mais (seja dinheiro, seja experiência, seja no campo). Mas onde estou a falhar? Falho quando começo no meu projeto ou falho quando estou quase a conseguir o que quero? Muitos treinadores falham imensas vezes sem saber porquê.


 Aposto que já ouviram falar na casa com cruz no meio e desenhá-la sem levantar o lápis do papel. Não importa a brincadeira que muitos não sabem como fazer para a fórmula do sucesso, mas importa a forma como é construída e como vamos relacionar cada traço da dita casa para exemplificar a fórmula do sucesso em vários casos. Vamos usar a estrutura dessa casa para compreender de que forma as partes reforçam um todo e o todo protege cada uma das partes. Reparem na figura.



       A vermelho, temos o telhado da casa, a azul, temos o teto da casa e as paredes, e a verde, temos a cruz dentro da casa. Cada cor representa uma função específica dos vários compartimentos da casa. O que acontece se retirar-mos uma parede a uma casa? A casa cai para o lado que ficou sem essa parede. Verdade não é? E se retirar-mos o telhado da casa, o que acontece? A casa fica desprotegida, e tudo o que vier de cima, destrói a casa. Até a chuva e a neve destroem a casa se esta não tiver telhado. Então e a cruz, para que serve? Está a segurar a casa e não deixa as paredes abanarem, pois se abanarem, mais tarde ou mais cedo, a casa acabará por cair. Com este exemplo, é muito fácil compreender como toda a casa precisa das suas partes (parede, cruz e telhado) para não cair. A equipa de futebol precisa da defesa, do meio-campo e do ataque para ganhar um jogo. Cada parte tem a sua função e todas são precisas para a equipa não perder. Quando um jogador é expulso, a maioria das equipas acaba por ter resultados piores não é verdade? É mesmo necessário que um todo reaja como um todo, ou será mais fraco se reagir em separado.


        Voltando à fórmula do sucesso, é mais fácil compreender porque às vezes falhamos nas nossas vidas. Queremos construir uma casa sem as suas paredes, ou sem a cruz, e quando vamos construir o telhado, a casa cai, porque construímos mal a casa, ou seja, construímos mal desde o início. Isto é exatamente o que faz a maioria dos treinadores e é o que faz a maioria das pessoas que tem projetos para a vida que, depois de construir mal e a casa cair, não a querem tentar erguer pela segunda vez, e ficam a queixar-se "Não nasci para isto; Não vou ter sucesso; Não sei porque os outros ganham mais que eu; trabalho mais e mais, mas nunca ficam as coisas melhor". Quantas vezes não ouviram isto?


       Então, porque desistir se temos sempre uma oportunidade para fazer melhor? Será que o mundo é assim tão pequeno que não temos uma oportunidade para recomeçar, vinda de nenhum lado? A fórmula do sucesso que aqui apresento é muito fácil e baseia-se apenas em fazer ao contrário. Isso mesmo, se não resultou, então faça ao contrário. Já vamos perceber porquê.


        Quebrando o mito da equipa que não marca, sofre!


        Ouço esta expressão muitas vezes, e acho uma certa graça quando a própria equipa está mal organizada, mas atribuem o mérito ao adversário. É verdade que o adversário tem mérito por ter atacado bem, mas não o teria feito se a equipa tivesse atacado de forma correta.


        Vamos relacionar a casa com uma equipa de futebol, onde o chão são os jogadores da equipa, a cruz é o meio-campo e o telhado são os atacantes. Estamos a atacar e passamos a bola aos atacantes, ou seja, estamos a pousar o telhado em cima da casa. O que acontece se a casa não tiver a cruz, isto é, a equipa tem o meio campo mal organizado? A casa cai, assim como a equipa perde a bola e não a consegue recuperar rapidamente, deixando o adversário atacar com facilidade. Isso é muito perigoso. Então, vamos fazer ao contrário: em vez de levar a bola ao ataque e desorganizar a equipa, vamos organizar a equipa para atacar e só depois levar a bola ao ataque. Tal como a casa não cai se tiver a cruz no meio, a equipa pode perder a bola, mas pode recuperá-la rapidamente e tentar atacar novamente em vez de correr o risco de sofrer golo. E quanto à fórmula do sucesso? Em vez de começar pela frente, começamos por trás, e o risco é menor assim como o prémio é maior, não é assim mesmo?


       Quebrando o mito da forma física dos jogadores!


       Anteriormente na nossa comunidade, já estudamos a diferença forma física e forma competitiva. Em Portugal, ainda ouço falar muitas vezes que o futebol praticado nas ligas menores é um futebol mais físico. Já o futebol das ligas superiores é um futebol mais tático. Agora pergunto: será o dinheiro que faz as maiores equipas ganharem, ou será a forma como adaptam a sua forma de jogar à competição que faz essas equipas ganharem. Sempre que vou a jogos de futebol não vejo notas nem moedas a jogar no campo, por isso é de certeza a forma como jogam que as faz ganhar jogos e jogos.


        Vamos relacionar novamente a nossa bela casinha com o futebol. Vamos imaginar que as paredes e a cruz é a base onde queremos colocar o nosso telhado, que é um telhado muito pesado, pois também é o telhado que protege a casa. Será que, para colocar um telhado pesado numa casa, é necessário que as paredes sejam muito grossas, ou é preciso que sejam bem construídas? Reparem na largura das paredes da vossa casa. As paredes não são muito grossas pois não? Então o que segura a casa? É a forma como a casa foi construída. Então pronto. As paredes e a cruz da nossa casinha representam a forma como a equipa é construída, e o telhado representa a força que a equipa consegue aguentar. Se o futebol é jogado em passes, desmarcações, fintas, tabelas, remates, onde tudo isso é forma competitiva, então porque razão tem por aí muitos treinadores a desenvolver a forma física dos seus jogadores em excesso e esquecem-se ou não querem desenvolver a forma competitiva? A forma competitiva, isto é, as paredes e a cruz, criam um coletivo muito forte que aguenta com muitos obstáculos, e seja qual for o adversário tem sempre uma proteção contra esse adversário assim como a casa tem o telhado. Quanto à casa, se as paredes estão bem construídas, pode até cair um meteorito em cima da casa, que a casa continua de pé, porque foi construída para segurar um telhado que por sua vez protege a casa.


       Assim, se o amigo treinador pretende construir uma equipa bem organizada, esqueça o raio da forma física e use e abuse da periodização tática. Basta treinar ao contrário, deixar o treino físico e treinar a periodização tática, com jogos reduzidos, com princípios de treino, como princípio da continuidade, e perceber como os jogadores evoluem no treino. Já publicamos um excelente manual de treino para iniciantes.


        Quebrando o mito de ganhar dinheiro para ganhar a vida!


        Bem, aproveitando eu por habitar ao lado dum estádio, costumo sair quando há jogo de futebol, faço as minhas análises, tiro os meus apontamentos e às vezes até guardo algumas "táticas" no meu livro pessoal. Mas, no fim, do jogo, ouço muitas vezes a mesma conversa: "jogaram bem, mas não há dinheiro para comprar jogadores melhores." E eu penso: "Eu não vi moedas a rolar pela baliza dentro.". Quando chego a casa e converso com os meus colegas de trabalho, a conversa é: " Está a crise, temos de poupar e trabalhar para ganhar mais algum." O quê, trabalhar mais ainda para ganhar menos do que aquilo que se trabalha? Poupar para quê? Passar a vida toda a poupar e trabalhar arduamente por um salário, e chegar ao fim da vida com uns míseros cêntimos na carteira e nem ter experimentado o que a vida tem de melhor?


        "Mas então e se formos viver a vida, ficamos sem dinheiro", afirmam vocês. Pois é, mas a resposta para ganhar dinheiro está em trabalhar e poupar mais? Vamos passar a vida toda a trabalhar para dar uma parte ao governo em impostos, outra parte a gastar no transporte para o trabalho, passar um dia com pressão do patrão e dos colegas de trabalho, a trabalhar para o patrão ganhar mais do que nós e a gastar outra parede do dinheiro que ganhamos na nossa alimentação? Então e o dinheiro que sobra? Praticamente não sobra nenhum. Repare só o esforço que você faz durante um mês, para pagar impostos, pagar combustível ou transporte, pagar alimentação, pagar as despesas da sua casa. Repare só para quanta gente está a trabalhar. O seu salário chega para pagar a eles todos e para tirar algum dinheiro para você. Parece-me que não chega pois não? Então, vamos aplicar a fórmula do sucesso.


       Em vez trabalhar para os outros ganharem, vamos fazer os outros trabalhar para nós ganharmos. Não falo de escravatura, nem sentar no sofá à espera que o vizinho venha entregar o seu salário. Estou a referir-me à forma como nós produzimos o dinheiro que entra nos nossos bolsos. Quando eu ouço uma pessoa a aconselhar uma criança a estudar muito para conseguir um bom emprego, sei que, se aquela criança seguir aquele conselho, vai trabalhar durante toda a vida por um mero salário e acaba por não juntar nenhum dinheiro.


        Quando alguém trabalha para ganhar dinheiro, trabalha para alguém que paga o seu salário. O patrão garante um salário, mas, como trabalha com dinheiro, consegue ganhar mais do que o empregado, bem mais até. Então, em vez de trabalhar para ganhar dinheiro, isto é, trabalhar indiretamente pelo dinheiro, sem dependendo de outros para ganhar dinheiro, porque não fazemos ao contrário e trabalhamos nós mesmos com dinheiro, sem depender de ninguém para o ganhar, apenas das nossas decisões? Pois é, muita gente tem esse medo de mudar de vida, medo de experimentar ganhar mais, mas não param de sonhar como seria belo ganhar mais dinheiro sem ouvir patrões ranhosos.


       Muitos trabalham no futebol como eu, e se nós pertencemos a um grupo de pessoas que sabe olhar para um jogo, perceber quem joga melhor e adivinhamos quem vai ganhar o jogo, então porque não podemos ganhar dinheiro com essa habilidade? O que nos impede de ganhar dinheiro com algo que adoramos ver e até praticar e ganhar dinheiro junto, sem depender de terceiros? Não somos nós que corremos, mas quem corre são os jogadores no campo, e correm para o clube pagar o salário deles. Será que não podemos ganhar dinheiro com isso? E aconselho por experiência própria: é melhor começar já. Não espero pelo dinheiro, e aconselho a começar nesta casa de apostas, que é a que eu e amigos meus usam diariamente.E aconselho por experiência própria: é melhor começar já A fórmula é sempre a mesma: faça ao contrário. Em vez de trabalhar pelo dinheiro, trabalhe com dinheiro. Use as suas habilidades para ganhar dinheiro em vez de usar as suas habilidades para trabalhar para alguém e ganhar uns míseros centavos. Até mesmo, se o leitor publicar diariamente num blog, aconselho a clicar aqui para ler este artigo e nós ajudamos a ganhar dinheiro com o nosso trabalho


       Se ainda não sabe como funcionam as apostas desportivas, não se preocupe com isso. Elaboramos um manual simples para perceber como funciona.


        Tentaram chegar perto daquela pessoa especial e não funcionou. Tentaram fazê-lo de outra maneira completamente diferente e conseguiram chegar perto não foi? E nos jogos de computador, quantas vezes se deram mal, até que fizeram ao contrário e começaram a jogar bem? E na escola, quantas vezes tentaram estudar e não conseguiam perceber a matéria? Arranjaram outro método de estudo completamente diferente e passaram a perceber a matéria, não é assim mesmo? A vida é assim mesmo, é o Yin-Yang. Quando encontrar duas curvas no seu caminho, você sabe que uma leva-o até onde quer ir, e outra vai afastá-lo. Experimente virar para um lado. Se não resultar, volte atrás e siga pelo outro lado. A fórmula do sucesso é muito simples: fazer ao contrário.


Artigos que recomendo:

 

bet365

Categories: Psicologia e Comunicacao

Post a Comment

Oops!

Oops, you forgot something.

Oops!

The words you entered did not match the given text. Please try again.

Already a member? Sign In

0 Comments