Teoria do Futebol

Tudo sobre Futebol, os metodos, os conceitos, os princípios, 
os processos e toda a organização tatica do futebol!

Artigos

As barreiras da comunicacao

Posted by Valter Correia on November 19, 2012 at 6:05 AM

       Atualmente, existem grupos de trabalho super desenvolvidos, onde lucros, resultados e receitas são elevados, assim como os problemas causados pelas relações entre os membros do grupo. As diferentes funções e responsabilidades atribuídas, assim como os prémios por essas funções, causam bastantes rivalidades entre os membros do grupo. A diferença de personalidades, formas de ser e estar, não saber transmitir a mensagem correta. A diferença entre a linguagem usada por dois membros do mesmo grupo pode causar distúrbios, que por vezes são elevados até criar barreiras à comunicação, tal como vamos referir neste artigo.


       O que são barreiras à comunicação?




        Quando dois indivíduos iniciam uma relação num grupo, existem dois caminhos possíveis para o sucesso dessa relação: ou se aproximam ou se afastam. Por vezes, quando dois colegas passam por algo que os faz sentir prejudicados, como um colega ser melhor ou mais rápido a efetuar as tarefas ou funções, impressionar o grupo de trabalho, alcançar níveis de responsabilidade mais elevados ou apresentar capacidades psicológicas superiores, entre outras razões, esses dois membros do grupo, mesmo que em concordância, vão criar barreiras à comunicação entre si. Isto é, discordar da opinião um do outro, mesmo concordando, rejeitando prestar ajuda, responder feio ou mal e manter uma briga por um mal-entendido, e por aí fora. Quando alguém está a criar barreiras de comunicação com um colega, significa que não quer melhorar o relacionamento com esse colega. Mesmo assim, existem outras causas para as barreiras da comunicação, sem que seja preciso criar rivalidade entre dois indivíduos para que estes dois não se entendam


       Quais são os tipos de barreiras da comunicação?


        Podemos classificar o grupo barreiras da comunicação em outros grupos menores. Cada grupo tem as suas consequências e as suas soluções.


 

        O recetor é limitado

        Todos nós temos a nossa vida, as nossas histórias para contar, a nossa cultura as nossas vivências. Isto leva a que tenhamos a nossa experiência de vida. O que acontece é que cada experiência de vida é única, e por vezes não aprendemos tanto como alguns dos nossos colegas de trabalho, assim como aprendemos mais do que outros. Por norma, o membro do grupo que aprendeu menos sobre determinado assunto, será o membro com mais dificuldades de comunicação em diálogos relacionados com esse assunto. A barreira de comunicação que este vai criar, por não perceber nada do assunto, será não participar e dinamizar o diálogo entre os membros do grupo.


        O emissor não sabe que o recetor não sabe

        Muitas vezes, o emissor, que é o indivíduo que transmite a mensagem, não sabe que o recetor não está envolvido, por exemplo, em determinadas regras. Isto significa que o emissor cria uma barreira à comunicação, impedindo o recetor de conhecer as regras ou normas do grupo, levando-o a precisar de tempo para conhecer essas normas. Por vezes, causa até momentos embaraçosos, uma vez que o recetor não sabia que devia fazer ou não podia fazer determinada tarefa ou acto


        Pura e simples distração

        Durante um diálogo, toca um telefone, passa uma notícia na televisão, fala outro colega, um dos intervenientes espirra ou até mesmo um ÓVNI pousa no meio do grupo. Várias distrações levam os intervenientes de um diálogo a não participarem de todo no diálogo, levando esses momentos de distração a perdas de informação.


        Representação mental do emissor

        Durante o diálogo, o nosso cérebro não está apenas a ouvir a mensagem, mas também está a ler fisicamente o emissor, isto é, a ler os gestões e micro-expressões, a sentir a voz do emissor, e por aí fora. Quando toda esta leitura é agradável, o recetor está disponível para ouvir o que este quer dizer. Mas se esta leitura for desagradável, equivalendo a uma pessoa chata ou muito faladora, o recetor não está disponível para receber a mensagem do emissor.


        Apresentação confusa

        Quando um discurso é apresentado sem coerência, isto é, falar dum assunto, passar para outro assunto, voltar ao primeiro assunto, e no fim os dois assuntos não serem compreendidos, o recetor terá grandes dificuldades em compreender a menagem. Todas as mensagens transmitidas durante um diálogo devem ser coerentes e organizadas entre si, para que o diálogo não seja também ele incompreensível.


        A credibilidade do emissor

        Uma pessoa mais valorizada tem mais credibilidade na sua palavra que uma pessoa menos valorizada. Isto é, quanto mais credível é um sujeito, mais facilidade terá em divulgar a sua mensagem, mesmo se a mensagem conter informação errada. Uma pessoa com menos valor, terá mais dificuldades em transmitir a sua mensagem, uma vez que o recetor não confia tanto comparando com uma pessoa de maior valor.


        Entrar em defesa

        Quando o recetor acredita numa causa, num termo ou numa ideia, o emissor terá mais dificuldades para passar a mensagem ao recetor. O nosso cérebro é incrivelmente bom a aprender algo novo, mas é incrivelmente resistente a reaprender algo, substituindo a primeira informação pela segunda. Nesta barreira, por vezes leva imenso tempo até o emissor ganhar a credibilidade do recetor, para que este possa transmitir a sua mensagem.


        Distância física

        A distância entre dois indivíduos durante o diálogo representa o nível de interação entre os mesmos. Um diálogo entre dois indivíduos onde estes se colocam a um metro de distância, certamente será um diálogo menos interativo do que um diálogo entre dois indivíduos que estão a apenas trinta centímetros de distância. Inconscientemente, o nosso cérebro avalia a distância entre o emissor de acordo com a sua credibilidade. Um indivíduo disponível para receber a mensagem tende a aproximar-se do emissor, e um indivíduo indisponível para receber a mensagem tende a afastar-se do emissor.


       Artigos relacionados

  1. Mente consciente e mente inconsciente
  2. 10 coisas que um atleta deve saber
  3. 11 princípios norteadores da motivação no futebol
  4. Frases de motivação para utilizar em discursos e palestras

bet365

Categories: Psicologia e Comunicacao

Post a Comment

Oops!

Oops, you forgot something.

Oops!

The words you entered did not match the given text. Please try again.

Already a member? Sign In

0 Comments