Teoria do Futebol

Tudo sobre Futebol, os metodos, os conceitos, os princípios, 
os processos e toda a organização tatica do futebol!

Artigos

Entrevista a Jose Carlos Fernandes

Posted by Valter Correia on August 27, 2012 at 9:50 AM

      


    

        José Carlos Fernandes, ex-treinador do A.D.Os Limianos, onde trabalhou durante cinco épocas e levou o clube até à Segunda Divisão Nacional (Panorama). Muito acarinhado pelos adeptos de Ponte de Lima, o sr. José Carlos aceitou responder a algumas questões de grande importância para muitos treinadores.


      Teoria do Futebol - Olá caro José Carlos Fernandes. Antes de mais, gostaríamos de agradecer a sua disponibilidade para esta entrevista. É um prazer incluir uma personalidade influente neste projeto dedicado a todos os jovens treinadores. Certamnte que o complemento de treinadores experientes como o José Carlos ajudará bastantes aspirantes a treinadores de futebol a tomar uma decisão mais concreta.


       José Carlos Fernandes- Começo por endereçar cumprimentos ao Valter Correia pela iniciativa do blogue e também a todos os leitores, em particular aos apaixonados pelo futebol.


       TDF- Como podemos definir o trabalho do treinador? É apenas uma profissão como outra qualquer, ou é um estilo de vida?


       JCF- O trabalho do treinador é um trabalho com várias vertentes, liderança, planificação, operacionalização, intervenção e estratégia, devendo ter como suporte o estudo e a reflexão apaixonada. O trabalho de treinador é obviamente uma profissão (para os profissionais), onde os valores do individuo estão sempre presentes. Pessoalmente acho que um treinador deve assumir uma postura única, não comungo da ideia de que os nossos comportamentos devem ser diferenciados quando exercemos a função de treinador.


       TDF- Muitos treinadores afirmam que o treinador não vence os jogos. Qual é a sua visão sobre esta questão?


       JCF- Os treinadores perdem e ganham jogos, juntamente com toda a estrutura que forma o clube e a equipa, jogadores, equipa técnica, equipa médica (clínico) e direção. Refuto a ideia do treinador que ganha jogos individualmente, assim como também acho ridículo que alguns treinadores assumem por inteiro a responsabilidade exlusiva da derrota. O treinador tem uma responsabilidade importante na dinâmica de vitória que uma equipa apresenta, o treinador é o primeiro responsável na construção de um grupo forte, solidário, coeso, corajoso e ambicioso.


       TDF- Como deve o treinador adaptar os resultados às exigências do espetáculo? E como podemos definir o espetáculo?


       JCF- Esta é uma questão interessante e também muito pertinente, aqui entrem fatores de ordem cultural e também a realidade sócio-económico onde o clube se localiza. Podia dar aqui muitos exemplos concretos, do futebol Inglês, Italiano e Espanhol, onde os clubes têm culturas diferentes na forma como valorizam o jogo e o espetáculo. A cultura do adeptos do Real Madrid é diferente da do Barcelona, em Madrid os adeptos gostam de "massacrar" os adversários, enquanto em Barcelona gostam passear classe e técnica no campo. O Jorge Valdano, disse um dia que o espetador gosta de quem trata bem a bola, mas também é verdade que o espetador valoriza o trabalho de uma equipa dentro do campo, a forma como luta e se sacrifica para conseguir um bom resultado. Para mim, o ideal é conciliar qualidade de jogo com resultados positivos, foi aquilo que sempre procurei fazer. Quanto à definição de espetáculo, vou referir aqui alguns dos condimentos de um jogo que eu considero espetacular, velocidade, técnica individual, criatividade, organização coletiva nos vários momentos e grande entusiamo na disputa de cada jogada.




       TDF- Sendo uma questão comum aos treinadores mais novos, como podemos definir a liderança? Basta ser amigo dos jogadores, construir um plantel disciplinado, protegê-lo de todos os "ataques exteriores" ou existe algum segredo que ainda não foi revelado?


       JCF- Em primeiro lugar uma boa liderança tem que ser séria, respeitadora, responsável, frontal e coerente. Os atletas devem ser tratados como pessoas responsáveis e não devem ser apanhados de surpresa pelas decisões do treinador, pois o treinador deve agir de forma coerente e segura. Pessoalmente costumo dizer que o ideal era termos em cada jogador um verdadeiro amigo e um grande profissional, acontece que nem sempre é possível estabelecer relações de amizade profundas com todos os atletas, pelo que, é importante manter com os mesmos uma relação de grande respeito.Os atletas devem ter o treinador como um homem sério, respeitador e que procura fundamentar o seu trabalho no conhecimento e na competência.


       TDF- Acrescentando então dois momentos, nos quais o treinador deve ser influente, como deve o treinador lidar com a vitória e como deve lidar com uma derrota durante uma partida?


       JCF- A vitória e a derrota podem criar em nós estados de espirito diferentes, por vezes sentimo-nos menos bem após uma vitória mal conseguida, onde sentimos que não jogamos bem, em algumas derrotas nem sempre nos sentimos manifestamente mal, pois jogamos bem, apenas a sorte do jogo ou outros fatores contribuiram para o mau resultado. Quando jogamos bem, sabemos que estamos mais próximos de ganhar mais vezes. Devemos incutir no grupo de trabalho uma grande vontade de ganhar, a derrota deve ser usada como argumento consistente para voltar de novo às vitórias.


       TDF- Vamos resumir o trabalho do treinador a apenas dois grandes grupos: o primeiro, enquanto futebol e no qual se entende que um treinador deve ser especialista, e o segundo, nada que esteja ligado com a organização tática, método de treino, mas sim o que está em volta do futebol. Em qual destes grupos o treinador se deve focar mais e porquê?


       JCF- Para mim existem três áreas que o treinador deve dominar, o trabalho organizacional do treino e do jogo, a liderança comportamental de todo um grupo e a relação com o mundo exterior (media, adeptos e outros). Na minha experiência a relação com o mundo exterior, não tinha a mesma dimensão que as outras áreas, pois esta tem de fato uma dimensão superior ao nível do futebol profissional (grande interesse dos media).Para mim o sucesso de uma equipa e de um treinador passa muito por perceber a importância que tem todo o trabalho organizacional, e também a consistência comportamental de todo o grupo de trabalho. Tenho refletido muitas vezes sobre estas questões e continuo com dúvidas sobre qual a mais importante, considero as duas absolutamente fundamentais para atingir o sucesso.


        TDF- Para terminar, qual é o conselho para os treinadores mais jovens? Digamos qual será a frase essencial que um jovem treinador não se deverá esquecer e transportar consigo durante toda a carreira de treinador?


        JCF- O conselho que dou a todos os treinadores jovens e também aos menos jovens é de que estudem, reflitam, sejam humildes e percebam que o futebol exige de nós muito conhecimento e preparação, que não devemos nunca achar que já sabemos tudo.O que diferencia um treinador é a forma apaixonada como vive o futebol, por isso, não percam nunca a paixão e o entusiasmo pelo futebol, pelo jogo, procurem sempre ao longo da carreira formas de "vitaminar" a paixão e o entusiasmo por aquilo que fazem.


       TDF- Gostava de acrescentar algo mais?


       JCF- Não posso deixar de enaltecer a qualidade e pertinência das perguntas colocadas na generalidade, algumas das quais mereciam respostas mais exaustivas e pormenorizadas, tendo eu optado por responder de forma mais ou menos sintética, uma vez que esta entrevista vai ser colocada num blogue.Um abraço carinhoso ao Valter Correia e a todos os leitores, estarei sempre disponível para o futebol.José Carlos Fernandes.


       TDF- Mais uma vez agradecemos imenso a sua disponibilidade. Esperamos que tenha o máximo sucesso como treinador e que continue com o seu excelente trabalho. Muito obrigado

Categories: Treinadores e Entrevistas

Post a Comment

Oops!

Oops, you forgot something.

Oops!

The words you entered did not match the given text. Please try again.

Already a member? Sign In

0 Comments