Teoria do Futebol

Tudo sobre Futebol, os metodos, os conceitos, os princípios, 
os processos e toda a organização tatica do futebol!

Artigos

Quatro tipos diferentes de treino

Posted by Valter Correia on April 30, 2012 at 5:50 PM

       Podemos dividir o treino em quatro tipos diferentes de exercícios, ou seja, não basta criar vários exercícios de todo o tipo para treinar de tudo. O treinador deve criar exercícios focados em objetivos principais e secundários. A ideia é criar um processo que leva o atleta a ligar-se ao modelo de jogo e ligar o modelo de jogo ao atleta, extraindo o máximo dos dois. Os vários tipos de treino abordados neste artigo são: o técnico, o conceitual, o específico e o contextual.


        1- O treino técnico


        Como o próprio nome indica, o treino técnico objetiva desenvolver o atleta tecnicamente em ambiente de jogo. Neste tipo de treino, os exercícios tem a sua estrutura a ter em conta como as suas dimensões, número de jogadores, equipas, tempo, local do campo, etc. Isso significa que, se o treinador procura aperfeiçoar o atleta num movimento técnico, vai criar um exercício composto por elementos que ajudem o atleta a adquirir componentes técnicas idealizadas pelo treinador. Por exemplo, para treinar passe e receção, o treinador vai criar um exercício com algum espaço para os jogadores trocarem a bola entre si, e mais tarde aumentar a dificuldade desse exercício, por exemplo aumentando os jogadores ou reduzindo o espaço. Ou então, se o movimento técnico é o cruzamento e a finalização, vai inserir uma baliza no exercício, e criar movimentos de cruzamentos por parte de uns jogadores, e finalização por parte de outros jogadores.


 

        2- O treino conceitual


        Diferente do treino técnico, o treino conceitual serve-se de exercícios baseados em conceitos idealizados pelo treinador no seu modelo de jogo e nas suas diferentes fases e momentos. O treinador organiza exercícios na qual os jogadores exercitam o que lhes é proposto pelo modelo de jogo do treinador. A finalização e o cruzamento não dependem só dum chuto na bola e da tentativa de meter a mesma dentro da baliza, mas também se o cruzamento é curto ou comprido, se é pelo ar ou pelo chão, e se a finalização é remate ao primeiro toque, se é de cabeça ou com o pé, ou outras situações que possam surgir.


        3- O treino específico


        Ainda mais avançado e exigente que o treino conceitual, embora de certa forma relacionado com o mesmo, o treino específico aproxima o atleta de situações próximas às realidades do jogo, que geralmente são os conceitos desenvolvidos no treino conceitual. O treinador aplica exercícios mais completos e difíceis, não para ensinar o atleta como no treino conceitual e técnico, mas para aperfeiçoar o que foi aprendido. Se o treino do passe e receção era feito em espaço mais pequeno ou com mais jogadores dentro do espaço existente, agora o passe é objetivado para um jogador específico, ou então são inseridas combinações complexas, e o cruzamento segue uma direção predefinida e a finalização é específica também.


        4- O treino contextual


        Podemos dizer que este é o desenvolvimento máximo do treino, ou pelo menos nos métodos de treino moderno. Após um estudo sobre os pontos fortes e fracos do adversário que se segue no próximo jogo, o treinador vai criar exercícios específicos nesses pontos, acrescentando ainda os pontos fortes e fracos da equipa. Por exemplo, se sabe que a equipa adversária é forte no jogo de costas da defesa, o meio-campo será treinado a não realizar passes em profundidade, mas a explorar os flancos. E se a defesa adversária é débil em jogo aéreo, certamente que os cruzamentos serão feitos pelo ar durante o jogo, e são estes aspetos que são treinados no treino contextual, ou seja, treinados mediante um determinado contexto.

 

 

       Artigos relacionados


bet365

Categories: Treino

Post a Comment

Oops!

Oops, you forgot something.

Oops!

The words you entered did not match the given text. Please try again.

Already a member? Sign In

2 Comments

Reply Valter Correia
7:46 AM on August 18, 2012 
Olá caro Leandro Braz

De facto, o papel do preparador físico está a mudar de função.

Se em outros tempos, passava apenas pela forma física dos jogadores, hoje o preparador físico deve ser capaz de preparar os atletas de forma a que possam corresponder ao máximo às ideias do treinador.

Grato pela sua visão de preparador físico

Abraço,
Valter Correia
Reply leandro braz
8:25 PM on August 13, 2012 
o preparador físico deve, saber como o treinador quer que sua equipe joga e o que ele quer de seus atletas, para falar a mesma lingua e dar treinos compatíveis com os princípios e sub-princípios. por isso é muito importante o preparador físico ser conhecedor da parte tática, se aproximando cada vez mais de um auxiliar técnico.