Teoria do Futebol

Tudo sobre Futebol, os metodos, os conceitos, os princípios, 
os processos e toda a organização tatica do futebol!

Artigos

O que são passes de qualidade?

Posted by Valter Correia on January 5, 2015 at 4:20 PM

 Quem me conhece, sabe que não sou mestre de futebol. Existe ainda muito para aprender, e quando tudo for aprendido, posso começar de novo, pois o futebol evolui. Evolui o futebol, mas nem todos acompanham esta evolução, pois muitos não buscam aprofundar os seus conhecimentos. Discutir futebol constantemente, procurar entender o conhecimento dos mais sábios, inventar problemas e procurar soluções, e mesmo questionar e acompanhar diferentes métodos de treino, com diferentes treinadores, tudo isso contribui para o desenvolvimento do nosso conhecimento acerca o futebol. Mas, o facto, é que o futebol é um desporto coletivo, mas muitos creem que o jogador deve ser trabalhado na sua forma física, ou seja, veem o futebol como um desporto individual.


 

       No outro dia, ouvi uma expressão, à qual propus a seguinte questão: o que são passes de qualidade? A expressão era exatamente esta, após um jogo do Sporting CP: “O Ryan Gauld fez três ou quatro passes de qualidade”. Só três ou quatro, durante um jogo todo? Então o que poderemos dizer do Enzo Pérez, no jogo entre Valência e Real Madrid, que acertou 30 de 33 passes? Terão todos eles, sido passes de qualidade? Jogos à parte, voltemos à nossa questão: o que são passes de qualidade?


       No futebol, o nosso objetivo é o golo. E para conseguir o golo, precisamos progredir com a bola até ao alvo, seja através da condução de bola ou através do passe. Então, através da correta manutenção da posse de bola, é possível chegar ao golo, e para isso, exige-se que seja reconhecida a máxima importância do passe. E vão perceber porque o passe não é apenas um gesto técnico. Há mais do que isso.




     Zonas de pressão


       Retirar a bola da zona de pressão - Princípio que visa valorizar a posse, evitando perder a bola imediatamente após a sua recuperação, ou em meio a posse e circulação, evitando em determinadas zonas, o confronto direto, procurando sempre um jogador nosso em espaço vazio para a manutenção da posse. (Organização de Jogo)


       Entende-se, então, que para não perder a bola, a equipa deve retirá-la da zona de pressão. Vamos imaginar uma situação, 4x2, junto à linha lateral, com bola para os dois atacantes. Estes, encontram-se em desvantagem numérica, nem tem espaço para progredir. A única solução possível, é o passe para trás, para manter a bola e relançar o processo ofensivo. Será este um mau passe? Pela cultura em Portugal, para alguns, qualquer passe para trás é um mau passe, mas adianta arriscar e perder a bola, e ultrapassar estes 4 adversários, 1 ou 2 vezes em cada 10 tentativas?


     Em frente à baliza


       Fico triste, quando muitos colocam o golo como objetivo principal no futebol num patamar tão alto, que o golo passa a ser o único objetivo, mais do que a construção de jogo ou a correta organização da equipa. Fazer golo é uma ação, mas depende muitas ações antecessoras, e por isso valorizo todo o processo até ao golo como valorizo o golo.


       Vamos supor uma situação, 2x1+GR, em frente a uma baliza, com bola para os atacantes. O remate será a melhor opção? E se o portador conseguir transformar esta situação e deixar o seu colega de frente para a baliza, apenas com o guarda-redes pela frente, não será mais fácil fazer golo? Neste caso, através do passe, o atacante aumenta as chances de fazer golo, ainda que diminua a sua notoriedade.


     Ultrapassar uma linha de marcação


       Para chegar ao golo é necessário progredir, e isso significa ultrapassar várias linhas de marcação até alcançar a baliza. Logo, a ação de ultrapassar a linha defensiva, com um passe para as suas costas, é a mesma que ultrapassar outra linha de marcação em outra zona do terreno. Cada passe para as costas de um ou mais adversários, retira-os do jogo, e obriga-os a recuperar terreno se pretendem manter o espaço fechado.


       Através do passe, é possível ultrapassar vários jogadores e aproximar a equipa do golo. Estes passes não se caraterizam apenas por serem passes na direção do alvo/linha de fundo. Durante os jogos, encontramos passes para a frente em várias situações, mas em contextos diferentes, sem oposição.


       A importância deste passe é levar a bola em direção ao alvo e deixar adversários para trás, facilitando o processo ofensivo. Um passe a rasgar a linha defensiva deixa um jogador isolado para cruzar ou finalizar. Um passe a rasgar a(s) linha(s) dos médios deixa os mesmos para trás, resultando apenas nos defesas para ultrapassar. Segue:




       Nesta imagem, retirada do jogo entre Valência e Real Madrid, o portador da bola ultrapassa 3 adversários de uma só vez. Estes ficam para trás, e existe agora mais espaço para progredir no terreno. A amarelo, este não ficou para trás, pois recuperou posições. Foi obrigado a fechar espaço, obrigado a se desgastar.


     Na saída de jogo


       Admiro quando as equipas saem a jogar desde trás de forma organizada e objetiva. Embora alguns pensem que os defesas só lá estão para defender, estes são os primeiros atacantes, e o golo, por vezes, depende deles, ainda na saída de jogo. Saber tratar a bola é defender bem, pois se não a perdermos, e a conseguimos aproximar do alvo, temos menos chances de a perder e mais chances de conseguir golo.


       Os defesas, sejam centrais ou laterais, estão de frente para o jogo, e devem por isso ser inteligentes a decidir o que fazer com a bola. Colocar a bola num médio só porque foi treinado durante a semana, sem importar se esse médio tem espaço ou não, e para fracos. Colocar a bola num jogador que seja capaz de a fazer progredir, é para os fortes. Neste caso, para os mais desatentos, não importa apenas o gesto técnico, mas saber a quem passar a bola, pois todo o processo ofensivo depende desta decisão.


     Então, o que são passes de qualidade?


       Passes de qualidade não dependem apenas do gesto técnico, ou se são passes bonitos ou feios ao olho do comum adepto. Passes de qualidade são bastante mais do que isso. O passe é a ligação entre dois jogadores, e para que esta ligação seja feita, a bola deve ser passada, e deve ser recebida, com condições para progredir o jogo. Por exemplo, passar a bola para um jogador marcado, sem hipóteses de progressão, será um bom passe?


       Então, um passe de qualidade, exige que o gesto técnico seja de qualidade, assim como possibilite a progressão. Digamos, um passe de qualidade, é sempre acompanhado de uma decisão de qualidade. Um bom passe, acompanhado de uma má decisão, é suficiente para perder a bola. Um mau passe, apesar da bola decisão, é suficiente para acontecer exatamente a mesma coisa. Não podemos dissociar passes e decisões. E isso consegue-se com treino, a enraizar hábitos aos jogadores. Não com corridas em volta do campo ou no terrível jogo frente aos cones.


       Mais



 

bet365

Categories: Treino

Post a Comment

Oops!

Oops, you forgot something.

Oops!

The words you entered did not match the given text. Please try again.

Already a member? Sign In

0 Comments