Teoria do Futebol

Tudo sobre Futebol, os metodos, os conceitos, os princípios, 
os processos e toda a organização tatica do futebol!

Artigos

Não se consideram jogadores por posição. Consideram-se funções por jogadores. Descubra porquê.

Posted by Valter Correia on October 9, 2014 at 4:50 PM

 Tenho reparado que existe uma grande fatia de pessoal, que compreende o jogo de forma muito simples para a realidade que compõe o futebol. Não os julgo por isso, pois cada um é livre de tentar perceber o futebol como bem entender. Sabemos que existe aquele Zé que explica muito do jogo, mas que não percebe rigorosamente nada, sabemos que existe aquele João, que percebe algumas coisas do jogo, e considera-se já uma figura pública, assim como existem outros com as mais variadas personalidades. No entanto, a única coisa que podemos fazer é ser humildes e continuar a aprender, porque o futebol será sempre maior do que alguém que nele trabalhe ou que o ame. O sucesso, só vem com conhecimento. Podemos até entrar em grande no futebol, mas sem desenvolver as nossas capacidades, a carreira de topo será curta. E realmente, poucos são os treinadores que consegue manter-se no topo. Qual é o segredo?


       Os segredos são muitos, mas um deles, fica aqui hoje partilhado, mas para quem milita no futebol profissional, obviamente não é segredo nenhum. Por vezes, ouço expressões tão bizarras vinda de pessoas que querem dar a mostrar que percebem de futebol, que eu não sou capaz de responder. Se tentamos corrigir, atingimos o nível ridículo de tentar corrigir um “conhecedor de futebol”, e se não tentamos corrigir, temos pena que o conhecimento se mantenha sempre num nível baixo durante décadas. Felizmente, tem surgido excelentes blogs e livros, que podem mudar esse rumo com o tempo.




       E que tal a expressão: “se o meio-campo não funciona, a equipa não funciona”, ou então “os atacantes só servem para marcar golos”, e ainda algo como “os defesas só servem para defender”. Vindo de “conhecedores de futebol”, arrogantes e que sempre tentam ficar por cima, é pena ouvir isto, não concordam? Vamos usar estas expressões, que certamente todos ouvimos, mas que na maior parte do tempo, não demonstram em nada o que é o verdadeiro futebol.


     Se o meio-campo não funciona, a equipa não funciona - errado


       Às vezes, podem ter razão, quando os médios realmente não estão a render o necessário. Mas no futebol, tudo trabalha em conjunto, e para cada situação singular, existe um conjunto de caraterísticas que influenciam essa situação, o que pode não acontecer numa situação seguinte. Por vezes, a melhor decisão é passar, outras vezes, é correr e saltar. A condição física, o estado de espírito, a habilidade técnica, a organização tática com os seus colegas de equipa, tudo isso trabalha em conjunto para que um jogador tenha sucesso numa situação que dura apenas três segundos. Depois vem outra situação e tudo precisa começar de novo: ou tem sucesso, ou não tem sucesso. É um ciclo inconstante mas infinito dentro de um jogo de futebol.


       Uma vez que tudo trabalha em conjunto, então é completamente errado dizer que uma equipa depende inteiramente do seu meio-campo. Então, e os defesas, não são os primeiros a sair com a bola? Se um defesa não sabe passar uma bola em condições, não dificulta a ação do meio-campo? Os atacantes não se devem movimentar para fomentar a construção de processos ofensivos de qualidade?


       Quando um jogador tem a bola no pé, a questão de quem é médio, defesa ou atacante, torna-se irrelevante. Para quem tem a bola, importa mais se pode progredir com a mesma, se pode passar a alguém que possa desenvolver o ataque da equipa, ou se tem alguém para quem passar e manter a posse de bola controlada. Por outras palavras, a organização tática da equipa exige que haja opções para o portador, assim como proteção ao mesmo. Isto quer dizer que depende mais do que do meio-campo. Depende de toda a equipa. Acredito, por isso, que a questão do meio-campo não funcionar, por vezes, são alguns membros do resto da equipa que não estão a cumprir a sua função, fazendo o meio-campo jogar pior do que aquilo que está capacitado. Antes de cair na ilusão que dois ou três jogadores estão a jogar mal, convém avaliar toda a equipa primeiro.

 




     Atacantes só servem para marcar golos – errado


       Só existe um atacante que apenas serve para marcar golos: é aquele que cada vez toca na bola, faz golo. Mas infelizmente, esse atacante ainda não nasceu. Pensar que um atacante serve apenas para marcar golos é uma crendice. Talvez seja porque atacante deriva de atacar, e por isso deve fintar e fazer golos.


       Mas no futebol, consideram-se momentos e princípios de jogo para organizar a equipa. Considera-se que devemos criar vantagem numérica, numa estrutura organizada em determinada situação, para que a possamos resolver com as melhores ações técnico-táticas disponíveis. Por exemplo, na transição ofensiva, um atacante desce para vir buscar a bola, e fica até em cobertura ofensiva. Oferece apoio aos outros jogadores, como um médio que entrou na sua posição para tentar finalizar, assim ao estilo do carrossel holandês. E então, não está a jogar para marcar golos pois não?


       E se for no momento defensivo? Para defender com vantagem numérica, podemos apenas defender com 11 jogadores. Mas, para isso, os atacantes devem descer e ajudar a defender. Defender, é completamente o oposto de marcar golos, mas é um requisito para recuperar a bola, para que se possa então tentar marcar golos. Dentro do campo, tudo funciona de uma vez só, e a expressão que um jogador apenas serve para uma determinada função, está completamente errada.


     Os defesas só servem para defender – errado, completamente errado


       O futebol, não vai parar de evoluir. Não se marca a mesma quantidade de golos como há 60 anos, mas a organização está muito melhor. Não temos apenas o golo. Agora temos a organização, e é através da organização bem elaborada que devemos procurar o golo, assim como evitá-lo.

 



       Nesta situação, o Chelsea encontra-se com bola, mas o seu adversário vai fazer pressão forte. O que precisamos para que esta situação se desenrole da melhor forma? Não são atacantes, nem médios, mas são os defesas que tem a bola no pé, e são estes que devem ser capazes de tomar uma solução de qualidade com a bola, porque não tem ninguém atrás deles para os proteger.

 

 


       Mais uma vez, defesas com a bola, desta vez com o apoio de dois médios. A baliza contrária está longe, e a função de marcar golos, geralmente não é para os defesas. No entanto, na transição ofensiva, é da sua inteira responsabilidade pensar o que devem fazer com a bola, entre segurar a bola, variar o flanco do jogo e coloca-la no ataque com hipóteses que haja sucesso de alcançar a área adversária.


       Estas situações, com mais ou menos pressão, com mais ou menos apoio dos médios, com maior ou menor velocidade na transição, acontecem milhentas vezes no futebol. É algo que faz parte da natureza do mesmo. Se os defesas não tem habilidade para jogar a bola, se não tem apoio dos médios nem dos atacantes, se não se criam oportunidades para tomar as melhores decisões possíveis, como é que então podemos afirmar que os defesas estão no jogo apenas para defender?


       No campo, não vale a pena considerar jogadores por posições, porque o jogo lhes pede mais do que isso. No entanto, em função da fase do jogo em que a equipa se encontra, e do que pode suceder de seguida, é extremamente importante considerar as funções dos jogadores. Isto é, na saída de jogo, os defesas tem um papel fundamental, e os atacantes devem criar linhas de passe para os ajudar. Na finalização, alguém deve ser capaz de finalizar, se possível, com êxito, mas os defesas devem estar nas suas costas para os proteger. É a natureza do jogo.


       Todos tem uma responsabilidade, durante 90 minutos. E todos tem funções quando a equipa tem a bola, e quando a equipa não tem a bola, quando a bola se encontra no meio-campo defensivo ou no meio-campo defensivo. É a natureza do jogo


    Mais

 

bet365

Categories: Teoria Tactica

Post a Comment

Oops!

Oops, you forgot something.

Oops!

The words you entered did not match the given text. Please try again.

Already a member? Sign In

5 Comments

Reply [email protected]
1:35 PM on October 14, 2014 
[email protected] says...
Olá ! Sou novo aqui no site mais ja sou um grande fã. Gostaria de saber se existe algum forúm de discussão(talvez por video), e se não, acredito que poderia ser uma boa idéia. FLW!
Reply [email protected]
11:18 AM on October 13, 2014 
Olá ! Sou novo aqui no site mais ja sou um grande fã. Gostaria de saber se existe algum forúm de discussão(talvez por video), e se não, acredito que poderia ser uma boa idéia. FLW!
Reply Valter Correia
12:33 PM on October 11, 2014 
Jorge Viegas says...
Boas Valter,

No seguimento do artigo "Não se consideram jogadores por posição. Consideram-se funções por jogadores. Descubra porquê." vem a seguinte frase : Felizmente, tem surgido excelentes blogs e livros, que podem mudar esse rumo com o tempo. Neste âmbito pode aconselhar-me alguns livros/blogs ? Cumprimentos


Boas

Após a polémica criada no Lateral Esquerdo, deixei de comentar por lá, mas o blog Lateral Esquerdo apresenta conteúdos muito bons. Tem tambem o Blog Suor e Pensamento por exemplo.

Em livros, o meu favorito é o Porque Tantas vitorias, o Modelo de jogo do Bayern Munique e o Observar para ganhar. No separador biblioteca, tem mais alguns interessantes. E no mercado, saem livros novos de ano a ano.
Reply Djca 10
9:53 AM on October 10, 2014 
Também queria saber de alguns blogs e livros interessantes.
Reply Jorge Viegas
5:40 PM on October 9, 2014 
Boas Valter,

No seguimento do artigo "Não se consideram jogadores por posição. Consideram-se funções por jogadores. Descubra porquê." vem a seguinte frase : Felizmente, tem surgido excelentes blogs e livros, que podem mudar esse rumo com o tempo. Neste âmbito pode aconselhar-me alguns livros/blogs ? Cumprimentos