Teoria do Futebol

Tudo sobre Futebol, os metodos, os conceitos, os princípios, 
os processos e toda a organização tatica do futebol!

Artigos

Posse de bola: um mito?

Posted by Valter Correia on September 3, 2014 at 3:30 PM

 Após declarações de Pep Guardiola, que gerou imensas opiniões, críticas e discussões em relação ao tiki-taka, vamos aprofundar mais um pouco daquilo que é a posse de bola. Nos parágrafos seguintes, retiramos excertos de artigos que já foram publicados em outras alturas, e declarações de Pep Guardiola. Como o Pep Guardiola chegou tão longe? Foi por ter conseguido atingir mais de 60% de posse de bola em quase todos os jogos? Porque é que ainda existe muita gente que acredita nesse mito? Não é a posse de bola, são os princípios que dão forma ao modelo de jogo. Por favor, parem de fazer equivalências entre elevada posse de bola e vencer. Continuando com os excertos:

 

       Em 25 de Abril de 2014, no artigo "Ainda acredita que a equipa que domina a posse de bola, domina o jogo?" - A qualidade de como a equipa defende, de como ataca e de como transita entre momentos, tem muito mais peso para ter sucesso do que a percentagem de posse de bola. A mim, pouco me importa ter a bola se não consigo passar do meio-campo.....

       Se temos um modelo de jogo que pede para alguns jogadores entrarem em finta, de pouco nos serve fazê-los e entrar na finta se estes não tem espaço para o fazer. Estamos a queimar uma oportunidade de progredir em vão ao fazê-lo. Mas, se a equipa se sabe movimentar, se sabe abrir espaços para esse jogador entrar na finta, então tem muitas mais probabilidades do jogador obter sucesso e parecer melhor do que realmente é.

       Isto quer dizer que, para que um jogador tenha mais hipóteses de ganhar um lance, toda a equipa precisa de o apoiar direta e indiretamente. Então, jogar em posse não representa ter uma elevada percentagem de posse de bola. Isso é apenas a consequência da equipa jogar em apoio durante 90 minutos. Novamente, jogar em posse de bola, representa pensar o jogo, procurar espaços, procurar ocasiões, procurar momentos certos, e fazê-lo tantas vezes que a percentagem da posse de bola acabará por ser elevada.


       Em 30 de Janeiro de 2013, no artigo "Qual a diferença entre equipa que domina a posse de bola e equipa de domina o jogo?" - Existe uma grande diferença entre dominar a partida e ter mais posse de bola.....Posse de bola é apenas uma estatística e uma parte do modelo de jogo....




       Pep, em 8 de Junho de 2014: "Odeio o 'tiki-taka'. A posse de bola é apenas um método para ordenar a equipa e desmontar o adversário. Se não há uma sequência de 15 passes, é impossível fazer a transição defesa-ataque de forma correta. O 'tiki-taka' é um termo pejorativo, de tocar a bola sem objetivo, apenas por divertimento"


       Pep, em 2 de Setembro de 2014: "Odeio isso de passar a bola porque sim, isso do “tiki-taka”. É uma porcaria que não serve para nada"

 

       Os excertos dos artigos aqui publicados, fazem parte de artigos que foram publicados antes das declarações de Pep Guardiola virem a público. Não quer dizer que por estes lados, se percebe tanto de futebol quanto o espanhol, mas que estamos no mesmo rumo dos melhores do mundo, que os excertos e as declarações estão em sintonia. Posse de bola, não precisa necessariamente de ser trabalhada em quantidade. Necessita sim, é ser trabalhada pela qualidade, com princípios, com estrutura para os organizar, com inteligência e leitura de jogo da parte dos jogadores. No FC Barcelona, aconteceu vencerem imenso com uma posse de bola tão elevada, mas isso não quer dizer que seja um remédio santo para vencer, como muitos ainda acreditam e vão continuar a acreditar por muito tempo. Mas no jogo, por vezes nem interessa ao treinador, a quantidade de posse de bola. Se tem mais ou menos, ainda vá, mas a percentagem de posse de bola não é um fator de peso para vencer. A forma como tratamos a bola, independentemente de ser uma percentagem elevada ou baixa, é que conta.


       A posse de bola, não é um mito. É uma ferramenta, que pode ser bem ou mal usada


       Existem fases de jogo onde a bola é tratada de forma diferente de fase para fase, assim como existem fases de jogo onde os princípios e a estratégia varia de fase para fase. Por exemplo, podemos escolher subir em bloco com a bola no pé, e fazer alguns passes para impedir que o adversário recupere a bola. Acabamos por ter a bola durante algum tempo em nossa posse, a percentagem subiu, e temos a bola na nossa posse no meio-campo. Em outro caso, fazemos uma saída de jogo, rápida, com máxima amplitude, e mal conseguimos colocar a bola no meio-campo, retiramos a bola da zona de pressão enquanto todos sobem em bloco. No fundo, acabamos também posicionados no meio-campo, em bloco, com a bola na nossa posse, mas com menos tempo de posse de bola.


       O que mais interessa, é a qualidade de ações de sucesso que realizamos com a bola na nossa posse. Não é a primeira vez, nem a segunda, que aqui defendemos que existe uma sequência de ações, desde recuperar a bola até rematar, para conseguir o golo. Para conseguirmos realizar toda essa sequência, precisamos que as nossas ações sejam de qualidade, uma vez que, cada vez que conseguimos realizar uma ação dessa sequência com sucesso, outra se segue, mais difícil porque estamos perto da baliza. mEntão, ter a bola em nossa posse não significa que estamos a evoluir no terreno de jogo e a aproximar a equipa da baliza adversária. Criar ações de sucesso, com princípios, e com racionalidade, isso significa que estamos a aproximar da baliza adversária, mesmo que acabemos por ter muita posse de bola.


       Existem muitas formas de atacar com sucesso, mas nem todas implicam ter a posse de bola. O Tiki-taka é apenas um termo que significa trocar a bola constantemente. Agora, no FC Barcelona, não vimos apenas a bola a ser trocada constantemente. Vimos princípios que foram treinados, estruturas que organizam esses princípios, movimentações, apoios, linhas de passe. Vimos tanta coisa que poucos se aperceberam, além de estar sempre a passar a bola. Isso é o futebol de qualidade, não é a elevada quantidade de posse de bola.

 

       Mais

 

bet365



Categories: Teoria Tactica

Post a Comment

Oops!

Oops, you forgot something.

Oops!

The words you entered did not match the given text. Please try again.

Already a member? Sign In

0 Comments