Teoria do Futebol

Tudo sobre Futebol, os metodos, os conceitos, os princípios, 
os processos e toda a organização tatica do futebol!

Artigos

Sucesso: uma questao de organizacao e de principios que lhe dao forma

Posted by Valter Correia on May 5, 2014 at 6:10 AM

        Você considera que percebe de futebol? Quando está perante a televisão a assistir a um jogo, ou mesmo ao vivo, sente-se confortável ao ler o que acontece no campo? De facto, os jogadores conseguem atingir ritmos extremamente elevados, que nem sempre conseguimos acompanhar. Por isso, os analistas de futebol, e até mesmo os treinadores, recorrem a gravações do jogo para analisarem e compreenderem o que de facto acontece em campo.


       No entanto, para que possamos perceber o que acontece em campo, primeiro, precisamos conhecer a organização tática, porque não é possível compreender algo que não sabemos.

         A teoria tática sempre nos dá os primeiros passos para que possamos ler um jogo, e sem a parte teórica, onde vamos buscar conhecimento para melhorar como treinadores?

       “A jogada individual é executada pelos jogadores. A jogada coletiva é planejada pelo treinador”. Esta frase, pertence a Valdir Espinosa, que foi retirada deste vídeo, a quem agradecemos ao autor por permitir a divulgação do mesmo. É nesta frase que apoiamos o conteúdo do artigo de hoje.

       Organização tática – a raiz da organização da equipa.

       Hoje, já não é possível construir uma equipa de sucesso sem a organizar em campo, mesmo nos escalões inferiores. A organização tática, composta por princípios que lhe dão forma, ajuda o treinador a criar um sistema para a sua equipa, sistema esse que lhe permite criar um coletivo dinâmico, com menos desgaste e com mais resultados.

       Como referido, são os princípios que dão forma à organização tática. No futebol, existem dezenas de situações diferentes que podem suceder. No entanto, essas situações são semelhantes, e em todas as situações, existem princípios que mostram o caminho para a solução de cada uma dessas situações.


       Os jogadores, entram em campo, tocam na bola e são estes que trabalham a bola. O treinador, não entra em campo, mas é este que pede aos jogadores, como vão trabalhar a bola, em função das suas próprias caraterísticas, das caraterísticas do coletivo, e das caraterísticas do adversário.

       Então, para que uma equipa possa ter sucesso, os jogadores precisam ter habilidades técnicas para trabalhar a bola, e o treinador precisa ter habilidades táticas e psicológicas para fazer os jogadores trabalhar segundo o modelo de jogo.

       Eu não acredito em outra forma de pensar que seja diferente desta, em que tudo trabalha em conjunto e nenhuma das partes possa trabalhar em separado. Durante o treino, o treinador deve preparar exercícios, onde os jogadores praticam as suas habilidades técnicas, táticas e psicológicas. Se um exercício não treinar os jogadores taticamente, estes perdem a sua orientação em campo, ou tendem a orientar-se de forma menos correta. Se o exercício não desenvolver a parte técnica do jogador, chegará a uma altura que este se atrapalha com a bola nos pés, e até os passes não tem qualidade. E ainda, se o exercício não ensina o jogador, este não será capaz de ler cada situação, e não irá tomar as melhores decisões em função da situação do momento. Tudo deve trabalhar me conjunto.

       O espaço mal equilibrado, nunca é benéfico para quem defende

       Antes de mais, selecionei um golo que melhor exemplifica o que são princípios de jogo, e como uma má escolha trás consequências negativas consigo. A ausência de contenção, o mau equilíbrio no espaço e a criação de uma situação de igualdade numérica, são três princípios que sucedem no lance a seguir, que resultou num golo para quem atacou.





       Nesta situação, em 2 para um, o defesa, não entrou em contenção, obrigado o portador a procurar soluções. Em vez disso, movimentou-se em direção ao segundo jogador e depois deixou de o acompanhar. Sem fazer contenção nem ao primeiro, nem ao segundo jogador, mais tarde libertaria espaço para o segundo jogador rematar, numa situação 2x2 em frente à baliza.





       Desta vez, o defesa entra em contenção, obrigando o portador a tomar uma decisão. No entanto, o portador dispunha já de uma linha de passe, para um jogador que foi deixado isolado pelo próprio defesa. Havia ainda dois jogadores próximos ao portador da bola e do seu colega, mas que estavam atrás, e por isso, já não entravam no lance.





       Por último, os jogadores devem buscar sempre criar vantagem numérica, para facilitar as ações, como recuperar a bola ou manter a posse de bola. Com toda esta movimentação, ficaram dois atacantes perante dois defesas com guarda-redes. No entanto, o atacante teve espaço para decidir, acabando por rematar e fazer golo.





       Todas estas ações se realizaram em função de princípios defensivos mal aplicados pelos jogadores que defendem, que terminaram num golo da equipa. Isto quer dizer que, uma equipa, quando ataca, deve estar pronta para defender, deve estar pronta para entrar em transição defensiva, assim como a própria transição deve ser rápida e deve ter qualidade. Acontece que, desde início, deixar um jogador sozinho para marcar dois jogadores, levou a uma sequência de más ações, que traduziram num golo contra a equipa.

       Futebol é assim mesmo: organização. É o treinador que deve dar a receita aos jogadores, para que estes se saibam posicionar no campo quando atacam, de forma a que não sejam surpreendidos.

bet365



Categories: Teoria Tactica

Post a Comment

Oops!

Oops, you forgot something.

Oops!

The words you entered did not match the given text. Please try again.

Already a member? Sign In

0 Comments