Teoria do Futebol

Tudo sobre Futebol, os metodos, os conceitos, os princípios, 
os processos e toda a organização tatica do futebol!

Artigos

10 segredos de qualquer modelo de jogo de sucesso

Posted by Valter Correia on November 14, 2013 at 3:10 PM

      Hoje em dia, o modelo de jogo está em grande destaque, especialmente para quem é apaixonado por organização tática e estratégias do futebol. É precisamente no modelo de jogo que se inicia todo um método de trabalho que influencia imenso no alto ou baixo rendimento da equipa, e é precisamente no modelo de jogo que devemos orientar todo o nosso trabalho enquanto treinadores. Como todos sabemos, o modelo de jogo é realmente importante para o trabalho diário do treinador, não só porque está ligado a várias tarefas que o treinador tem de realizar, como está ligado ao método e modelo de treino, aspirações do clube, entre outros.

 

Hoje, o treinador que dispensa o modelo de jogo não tem qualquer tipo de base para orientar a organização da equipa nem sequer para evoluí-la, sendo apenas este um argumento para atribuir grande importância ao modelo de jogo. Desta forma, para compreender qual é a real importância do modelo de jogo em apenas 10 pontos significativos, apesar de podermos enumerar muitíssimos mais, se assim pretendermos.

 



       1. O modelo de jogo é inatingível


       Não é possível ter um modelo de jogo final, justamente porque qualquer treinador terá o seu modelo sempre em evolução. O importante deste ponto, traduz-se pela constante avaliação de resultados da equipa. Uma equipa pode claramente ser bem treinada, mas pequenas alterações no modelo de jogo podem levar uma equipa a ter resultados ainda melhores. É tudo uma questão de estudar o modelo atual, manter-se informado e procurar evoluir, para não deixar os jogadores cair na rotina.


       Confira: Como criar um modelo de jogo de sucesso

 

       2. Constitui a estrutura pela qual se pretende construir a equipa


       Para que seja possível treinar uma equipa perante um determinado objetivo, precisamos de ter um objetivo que oriente como devemos treinar a equipa. O modelo de jogo representa o objetivo a que propomos construir a nossa equipa, onde cada processo representado no jogo é uma ideia de jogo que queremos ver inserida na equipa. Então, o modelo de jogo no papel é a forma de jogar que queremos ver na equipa.

 

       3. É composto por princípios e sub-princípios que lhe dão forma


       Cada modelo de jogo é composto por processos diferentes nos vários momentos de jogo. Mas cada um desses processos precisa de ter um fundamento para ser instaurado na equipa. O futebol já leva mais de um século, e já foi praticado por milhares e milhares de pessoas, sendo muitas delas verdadeiros profissionais do futebol. Então, é possível diferenciar vários princípios de jogo em equipas diferentes, que podemos utilizar para construir a nossa equipa. Tal como o modelo de jogo é o nosso plano para montar a nossa equipa, os princípios de jogo são o nosso plano para desenvolver o nosso modelo de jogo

 

       4. Deve constituir uma estrutura organizada


       Qualquer modelo de jogo representa uma estrutura de uma equipa, e não podemos fugir a essa regra. Sendo assim, se se trata de um modelo de jogo que organiza um coletivo, representa uma estrutura que organiza toda a equipa de futebol. Para qualquer treinador, que crie um modelo de jogo novo, deve sempre pensar em ligar um jogador aos restantes, fazendo-o útil a toda a equipa, mesmo que não participe em todos os momentos de jogo de forma ativa. o importante, visto cada jogador ter a posse de bola aproximadamente quatro minutos, tem cerca de 86 minutos para se colocar em apoio aos seus colegas. Caro treinador, nunca se esqueça disso.


       Veja também: Princípios para construir um modelo de jogo organizado

 

       5. É sinónimo de organização da equipa, mas não de resultados positivos


       Um modelo de jogo representa apenas uma percentagem do trabalho a ser realizado por toda a equipa para que se possam vencer muitos jogos. Ter um modelo de jogo não é suficiente para ter resultados positivos. Por outro lado, ter um modelo de jogo que encaixa com o perfil dos jogadores, com as exigências da competição e com as condições que possibilitem que este seja corretamente treinador, a possibilidade de ter resultados positivos é muito maior.




 

       6. Baseia todo o método de treino e trabalho


       De hoje em dia, o modelo de jogo está relacionado como o modelo de treino, e os dois trabalham como um só. Um orienta a estrutura da equipa e o outro desenvolve essa estrutura. É possível criar um modelo de treino sem este ser orientado num modelo de jogo. Nesse caso o resultado seria jogadores bem treinados, sem objetivo em comum nos noventa minutos que estão em campo. Também não tem utilidade nenhuma em criar um modelo de jogo sem o treinar na equipa, porque isso não traria resultado algum. A melhor opção mesmo é criar os dois e trabalhar os dois em simultâneo.


       A não esquecer:  10 pontos importantes para a preparação da equipa para a competição

 

       7. Sempre se baseia num sistema tático


       O sistema tático, como nós conhecemos por 4-4-2, 4-3-3, 3-4-3, 4-5-1 e por aí adiante é sempre a primeira fase de qualquer modelo de jogo. Qualquer treinador, ao desenhar um modelo de jogo, começa pela quantidade de jogadores que pretende em cada setor. De outra forma, desenhar um modelo de jogo sem pensar no sistema tático que lhe dá origem, pode ser possível, mas será certamente impensável, pois o sistema tático faz parte da comunicação e da organização da equipa, apesar de ser apenas descrito em números. Relembro, sistema tático são os números, e modelo de jogo são todas as jogadas que dão forma e imagem à equipa.

 

       8. Desenvolver uma filosofia na mente de cada jogador


       Qualquer jogador deve saber exatamente qual é a sua tarefa em campo. Alguns demoram mais a aprender, outros aprendem mais rápido, mas todos os jogadores devem saber o que fazer em campo. A razão consiste na organização da equipa e para impedir que a equipa se desestruture em determinados momentos de jogo, visto que um jogador em quebra de rendimento afeta vários jogadores de equipa em vários momentos de jogo. Atualmente, um erro pode custar uma derrota, e um jogador em quebra de rendimento, que não sabe sequer onde se posicionar, pode cometer esse erro desastroso.

 

       9. Utilizar exercícios identificáveis com o modelo de jogo


       Claramente, a ligação entre modelo de jogo e modelo de treino deve ser a melhor possível. Se por um lado, o primeiro dá forma à equipa, o segundo dá forma ao primeiro modelo. Se o treinador tem um modelo de jogo em mente, mas utiliza exercícios que pedem um contexto diferente desse modelo, os jogadores jogarão de acordo com esse contexto e não como o treinador pretende. Então, para o treinador evoluir a equipa em função do modelo de jogo que pretende, deve utilizar exercícios onde os jogadores vivam cada uma das jogadas que irá acontecer no modelo de jogo que pretende. Se pretende atacar nas costas da defesa, deve construir exercícios em que os jogadores atacam nas costas da defesa. Se pretende defender à zona, deve utilizar exercícios em que os jogadores defendem à zona. Nada mais que isso

 

       10. Chegar ao treino em primeiro lugar, sempre


       Chegar ao treino em primeiro lugar é uma das melhores formas de manter a disciplina. Os jogadores são muito mais disciplinados com a presença do treinador do que sem a mesma. Por outro lado, ser o primeiro a entrar no campo de treino demonstra também ambição, vontade e atitude para trabalhar. Um líder deve sempre exibir essas características, além do conhecimento da organização tática e treino. Preparar o treino ainda antes dos jogadores entrarem no relvado, com cones, bolas, coletes e todo o material necessário, evita também a perca de tempo e energia, possibilitando um aproveitamento maior do treino.

 

        E ainda um segredo.....


       Existe também um segredo, que muitos desconhecem. Existe uma diferença entre copiar um método alheio e compreender esse método. Copiar um modelo de jogo de uma equipa de sucesso não garante sucesso para a nossa equipa. Mas podemos obter sucesso, ao compreendê-lo e procurar o que há de melhor para inserir no nosso modelo de jogo. Esta ideia reside no facto que, mesmo que haja métodos de trabalhar melhores que os nossos, mas que não são adaptáveis à nossa forma de trabalhar. Os nossos métodos de trabalho é que condizem com a nossa forma de trabalhar, e por essa razão devemos criar os nossos próprios métodos em vez de copiar métodos alheios que não compreendemos o seu fundamento.


       Mais...



bet365



Categories: Modelo de jogo

Post a Comment

Oops!

Oops, you forgot something.

Oops!

The words you entered did not match the given text. Please try again.

Already a member? Sign In

1 Comment

Reply auri wesz
8:08 PM on August 5, 2015 
excelente materia