Teoria do Futebol

Tudo sobre Futebol, os metodos, os conceitos, os princípios, 
os processos e toda a organização tatica do futebol!

Artigos

O microciclo do treino de futebol

Posted by Valter Correia on November 10, 2012 at 3:35 PM

       O treino de futebol é organizado por períodos de treino, definidos pelo Macrociclo, que representa toda a organização do treino durante um certo período de treino; Mesociclo que divide o Macrociclo em partes menores e está associado ao princípio da sobrecarga e princípio da interdependência volume vs intensidade e Microciclo, que vamos estudar neste artigo, definido como a menor fração do processo de treino.


 

       O que é o Microciclo?


        O microciclo está relacionado com a periodização tática, uma vez que a periodização tática orienta o treino em partes para o alto rendimento durante a época, uma vez que a equipa busca alcançar objetivos nas vertentes táticas, físicas, técnicas e psicológicas. Cada microciclo dura aproximadamente uma semana, ensina algo novo aos jogadores em algumas das sessões de treino, prepara os processos de jogo para o jogo seguinte, mantém a forma dos jogadores sem nunca procurar picos de forma. A introdução do microciclo, com as respetivas unidades de treino ou exercícios, elevou o rendimento dos jogadores, diminuiu o esforço físico e levou a um salto na evolução da organização tática no futebol. Quando um treinador prepara um plano de treino para uma semana respeitando os princípios do treino, significa que preparou um microciclo. Existe um objetivo fundamental no microciclo que é a concretização das quatro vertentes de treino no atleta: técnica, física, tática e psicologia. Por consequência, o microciclo eleva o rendimento do atleta e da equipa, pois o microciclo regula a gestão do treino entre estímulos mais fortes que evoluem as habilidades encontradas no organismo do atleta.


       Para a equipa atingir os objetivos propostos pelo treinador, este deve organizar o treino sessões e treino similares que devem ser repetidas dentro do mesmo microciclo. Isto é, a primeira sessão de treino tem uma determinada intensidade e volume do treino. A segunda e a terceira sessão de treino devem ter intensidade e volume de treino parecidas com a primeira, uma vez que o organismo do atleta responde melhor aos estímulos quando já está habituado a estes. Mesmo nas sessões de trabalho comuns, e em outros desportos, o organismo precisa de se adaptar e só depois irá reagir. Se o treinador conseguir adaptar o atleta às necessidades que pretende, conseguirá desenvolver esse atleta com mais facilidade.


       Quais são os modelos diferentes de microciclos?


       Podemos enumerar pelo menos seis modelos diferentes de microciclos. Cada um dos gráficos representa o volume das cargas aplicadas no treino por cada modelo de microciclo. Cada folga representa folga do treino para recuperação metabólica. Confira


       Microciclo de incorporação


       Este microciclo é usado para ensinar e habituar o atleta aos estímulos encontrados durante o jogo. As cargas não são muito elevadas, e geralmente os exercícios não são psicologicamente complicados, assim como os estímulos não são muito fortes nem de alta intensidade.


 

       Microciclo ordinário

 

       Este modelo é muito encontrado no treino do futebol. Procura provocar adaptações orgânicas capazes de melhorar o nível de condicionamento do atleta, isto é, aumentar o tempo que o atleta consegue aguentar no jogo, a capacidade de intervenção do atleta em variadas situações, etc


 

       Microciclo de choque


       Este modelo deve ser aplicado apenas quando o atleta está convenientemente preparado, uma vez que este modelo representa uma sobrecarga muitíssimo elevada, mas mesmo assim não pode ser aplicado por muito tempo. Caraterizado pelo ápice da aplicação de carga dentro de um mesociclo, este microciclo pode ser aplicado tendo em conta e volume quando o mesociclo está numa fase básica, e pode ser aplicado quando o mesociclo está numa fase específica.


 

       Microciclo de recuperação


        Este modelo é aplicado para que ocorra a restauração da homeostase do atleta de forma acelerada, assim como para acumular reservas para as exigências do treino aplicado num futuro próximo. Os estímulos são reduzidos, possibilitando a recuperação metabólica no atleta.


 

       Microciclo pré-competitivo


       Este modelo procura  preparar o atleta para as necessidades de performance da competição, transferindo as capacidades físicas obtidas no treino para a competição. Equivale a preparar os atletas para condições meteorológicas, geográficas e horárias da competição, com uma estrutura definida pelo tipo da competição.


 

       Microciclo competitivo

       Não possui uma estrutura pré-determinada, pois o regulamento e a forma da competição é que determinam o plano do treino. Isto é, o microciclo competitivo é definido pelo número de jogos durante a semana, a dificuldade e a importância da competição.


        No fim da leitura e compreensão deste artigo, concluímos que o treino é muito dinâmico e exigente, e por isso, um treinador de futebol necessita ser bastante qualitativo e com muita capacidade de organizar o treino. Isto claro, se o objetivo é ganhar algo no fim da época ou da competição em questão.

       Até já


Artigos relacionados

Cinco questões respondidas aos treinadores de guarda-redes
Planificação, programação e periodização do treino
7 questões da semana (3)
O manual de bolso das fases do jogo


bet365

Categories: Treino

Post a Comment

Oops!

Oops, you forgot something.

Oops!

The words you entered did not match the given text. Please try again.

Already a member? Sign In

1 Comment

Reply Helder Cruz
6:59 AM on December 11, 2016 
PRETENDO RECEBER ALGUNS ARTIGOS RELACIONADO COM O FUTEBOL PRINCIPALMENTE NA AREA DE SCOUTING