Teoria do Futebol

Tudo sobre Futebol, os metodos, os conceitos, os princípios, 
os processos e toda a organização tatica do futebol!

5 dicas para aproveitar o treino ao máximo

Cada vez que falámos de treino, reconhecemos a sua elevada importância na evolução do modelo de jogo que pretendemos para a nossa equipa de futebol. O primeiro livro que lançámos aqui na comunidade Teoria do Futebol, chamado Guia de treino para iniciantes, explica vários aspetos relacionados com o treino, representando a elevada importância que damos ao treino no futebol. É um livro eletrónico gratuito, que pode ser baixado aqui e partilhado com todos os amigos e colegas. Decididamente, atribuimos imenso valor ao treino, que explicaremos neste artigo.

A realidade enquanto treinadores


A maior parte dos adeptos apenas julga os jogadores ou o treinador pela organização tática que uma equipa apresenta em campo. Mas, o futebol não se trata apenas de estratégia, nem uma equipa pode colocar uma estratégia em prática sem ter treinado antes. Geralmente, e certamente não existirá casos à parte, qualquer equipa joga bem se treinou bem, e quando julgamos uma equipa pela excelência e qualidade do seu jogo, podemos atribuir muita qualidade ao treino que tem sido realizado ao longo semanas e meses.


Desta forma, a função dos treinadores não é, nem nunca será escolher onze jogadores e enviá-los para o campo. Na verdade, a realidade dos treinadores passa por um longo período de treino e preparação e apenas uma parte das suas funções passa pela organização da equipa durante uma partida de futebol. É verdade que o jogo valoriza imenso os jogadores na boca do público, mas vale sempre lembrar que é através do treino que nós, enquanto treinadores, moldamos os jogadores em função da equipa, para que estes realmente façam uma boa exibição em cada partida que participam.

O que podemos esperar duma equipa técnica?


Existem muitas responsabilidades atribuídas aos treinadores. Ser treinador equivale a comandar uma equipa repleta de jogadores e fazê-la representar um clube, uma vez que a imagem de um clube equivale à equipa que o representa. Por exemplo, vamos supor que existe um clube chamado Clube dos Futeboleiros, que por acaso é um clube internacional. Se a equipa jogar mal, os adeptos dirão que é o Clube dos Futeboleiros que joga mal e não os jogadores. (Exemplifiquei uma equipa internacional qualquer que tenha passado por um mau momento de forma como Clube dos Futeboleiros para não referir qualquer clube que esteja a passar ou tenha passado por um mau momento).  


A diferença das equipas técnicas das restantes equipas de liderança ou comando


Em várias empresas, encontrámos chefes e diretores, com o objetivo de levar uma equipa criar altos lucros pela empresa. Uma equipa técnica, principalmente em clubes de alto gabarito, também treina os jogadores para ajudar nas finanças do clube, mas é essa a diferença: treina os jogadores. Existem poucas empresas que realmente treinam os seus liderados como os jogadores são treinados no futebol. E treinar qualquer funcionário de qualquer empresa é uma sugestão que fica em cima da mesa, principalmente se estes forem treinados a ter atitude e lhes for ensinado o gosto pelo trabalho como os jogadores tem gosto pelo futebol.


Porque aproveitar o treino ao máximo?


Pessoalmente, não considero o treino mais importante que o jogo, ou vice-versa, uma vez que um evolui os jogadores e o outro ajuda a perceber a real capacidade dos jogadores. Cometer o erro de desvalorizar o treino será a desgraça de qualquer treinador, uma vez que, como aqui já foi dito imensas vezes, o treino é a forma como o treinador modela os jogadores para estes jogarem como equipa e à sua imagem. Então, como treinadores, o nosso dever é saber treinar, não só para juntar vários jogadores e formar uma equipa vencedora, como pelas seguintes razões que se seguem.


1. Ensine os jogadores a ter atitude


Não importa ter um super modelo de jogo se os jogadores não têm atitude em campo. E certamente que, quando os jogadores não tem atitude no treino, não terão o melhor rendimento possível durante o jogo. Um bom exercício, que obrigue o jogador a procurar soluções, ou um correto elogio, no momento certo, precisamente quando o jogador realiza o movimento certo, ajuda os jogadores a melhorar a sua atitude.


2. Moralize os jogadores


Se um líder acredita que a vontade vem de dentro da pessoa, eu não posso criticar, mas é uma opinião muito diferente da minha. Manter a moral ou vontade elevadas nem sempre depende da própria pessoa. A nossa moral sobe ou desce conforme as emoções que sentimos, dependendo portanto de estímulos externos para nos mantermos moralizados. Então, um excelente treinador será capaz de reconhecer quando um jogador está desmoralizado, irá dar-lhe um crédito e ajudá-lo como for possível, a bem do próprio jogador, treinador e equipa.

 

         


3. Crie bom ambiente


O bom ambiente no treino ajuda sempre a moralizar os jogadores. Evitar problemas desnecessários entre jogadores e equipa técnica, oferecer espaço a todos conforme os objetivos e estatutos de cada jogador, manter os exercícios dinâmicos e divertidos, são algumas ideias para criar bom ambiente entre o grupo. Às vezes, basta o bom ambiente para criar sucesso nas várias competições que a equipa enfrenta.

 

4. Não se deixe levar por opiniões


Nem sempre os jogadores vão gostar da forma de trabalhar de um treinador, mesmo que fiquem calados. Muitos jogadores não são capazes de dizer ao treinador que não gostam dele ou dos seus métodos, mas dizem aos seus colegas. É uma situação um pouco complicada e difícil de resolver, mas que não dependem apenas das atitudes do treinador para se vencer um caso destes. Manter a auto-disciplica e ajudar os jogadores a obter bons resultados será talvez o melhor método para fazer os jogadores acreditar no treinador, embora não exista um método totalmente eficaz para ganhar o respeito de todos os jogadores. O melhor mesmo é focar no trabalho e escolher sempre o melhor para o grupo.

 

5. Mantenha a autodisciplina


Não de deixar levar por opiniões, manter o bom ambiente por cada problema que surge ou manter o ritmo da equipa em momentos menos bons, entre outros, a que podemos chamar de autodisciplina, é sem dúvida uma das melhores características que qualquer treinador deve ter. A capacidade de manter a força em maus momentos, faz de qualquer líder um bom comandante, e mais tarde ou mais cedo, os resultados acabarão por aparecer. Nunca desistir é o lema.

 

Extra: nem só de exercícios se faz um treino


Se um treinador espera que uma equipa se modele através de exercícios, talvez exista algo que ainda falte aprender. As atitudes de um líder não passam apenas por colocar os seus liderados a evoluir, mas sim, orientá-los para evoluir. É como uma relação entre líder e liderado, onde os dois juntos obtêm o melhor da sua relação. Num grupo como uma equipa de futebol, existem dezenas de relações entre todos os elementos dessa equipa, sendo por isso, necessário fazer o máximo por cada uma dessas relações, para o bem de um só membro, e para o bem de todos.

Assine agora e receba todas as novidades por e-mail

E faça download do ebook 72 exercícios para as fases do jogo imediatamente. Clique aqui para saber mais
endereço de email
*
campayn