Teoria do Futebol

Tudo sobre Futebol, os metodos, os conceitos, os princípios, 
os processos e toda a organização tatica do futebol!

3 dicas úteis para melhorar o rendimento da sua equipa

Desde o início de qualquer coisa que façamos, começamos sempre pelo básico, ou pelas bases se preferirem chamar. Nas aulas de língua portuguesa ou brasileira, onde estudámos o nosso idioma, a primeira coisa que nos ensinam é o abecedário para depois aprendermos a ler. Na matemática, aprendemos os números, para depois aprendermos a fazer contas. Desta forma, vamos de encontro a três bases do alto rendimento, compreendendo o que representa cada uma dessas bases para criar uma equipa vencedora

Primeira dica: aprenda a fazer exercícios


Desde que foi dado o primeiro treino no futebol, que o treino é visto como um recurso para melhorar o atleta. Noutros tempos, a condição física era acreditada como base de sucesso do rendimento do jogador. Hoje, acredita-se que a base do sucesso é a organização tática, técnica, inteligência, entre outros, incluindo também a forma física. Mudam-se os tempos, mudam-se as formas de trabalhar e de ver o futebol, mas o treino nunca foi posto de lado. Através do exercício, coordenado com outros exercícios, coordenado com o que pede a realidade do futebol, coordenado com o que pede o modelo de jogo ou a ideia do treinador, é possível modelar o atleta para aquilo que queremos dele. Por exemplo, através de um exercício, podemos: aumentar o poder físico do atleta; melhorar a capacidade técnica; motivar o jogador; ensiná-lo a querer mais do jogo, a querer vencer; e são agora tantas coisas que podemos modelar num jogador através de um exercício que podíamos dedicar um artigo só a este tema.


Pessoalmente, acredito que treinar é uma habilidade e treinar bem é uma arte. Nem todos os treinadores são capazes de treinar bem, porque treinar já não é apenas desenhar exercícios. Tem sempre mais por trás. Treina-se o físico, que é o mais fácil, treina-se o técnico, treina-se o tático, e por fim treina-se o psicológico, que é o mais difícil. É fácil desenhar exercícios. Porém, o difícil é encaixá-los uns nos outros, onde, à medida que o treinador vai evoluindo ou trocando os exercícios, o jogador evolui para um modelo de jogador que esse objetivo pretende. Por exemplo, neste artigo, traçámos uma ideia de jogo e alguns exercícios para tentar alcançar essa ideia de jogo.

Segunda dica: estude a periodização tática


É verdade, a nova moda do treino. Mais falada que compreendida. A periodização tática é neste momento, o melhor método de treino que existe, ou então é considerado por muitos o melhor método de treino que existe. Relaciona a capacidade física, técnica, psicológica e tática do atleta, treinando-as em conjunto, sempre com a vertente tática a "orientar" as outras três capacidades do jogador. Através da periodização tática, dividimos o treino em iguais períodos, onde de semana a semana, o período de treino é o mesmo e os objetivos do treino são os mesmos. Num dia treina-se um princípio de jogo por exemplo, no outro dia treina-se outro principio de jogo. Na semana seguinte, faz-se exatamente o mesmo treino, onde o primeiro princípio é treinado no primeiro dia, e o segundo princípio é treinado no segundo dia. No entanto, de semana a semana, diferem os sub-princípios relacionados com cada um desses princípios de jogo, alternando os exercícios e as lições que os jogadores vão aprendendo. Vamos supor que numa quarta feira, treinámos a saída de jogo em amplitude. Na primeira semana, treinámos a saída pelas laterais, na segunda semana, pelo centro, e na terceira semana, juntámos as duas. O que acontece aqui é que, em todas as quartas feiras, treinámos a saída de jogo, mas de semana a semana, variamos os estímulos do treino, para aquilo que nós queremos evoluir nos jogadores.


Terceira dica: aprenda a espiar adversários


Nem sempre é fácil saber como o adversário vai jogar. Tanto pode ser por não termos quem espie os adversários, como pode ser por culpa da direção, que não quer gastar dinheiro em alguém que espie o adversário. Porém isso é muito importante, e quando mais e melhor conhecermos o adversário, melhor podemos preparar o próximo jogo. Sabendo da importância de modelar o jogador através do exercício correto, como foi visto em cima, podemos preparar os jogadores para aquilo que queremos que eles façam durante o próximo jogo. Se queremos que eles ataquem por um lado do campo, podemos servir-nos de exercícios posicionais para os incentivar a atacar por esse lado do campo. A ideia aqui, é conhecer um adversário, traçar uma estratégia para o enfrentar e treiná-lo de forma que os jogadores joguem a nossa estratégia. Pessoalmente valorizo imenso a observação dos adversários, porque nos dá uma vantagem para o próximo jogo, unicamente porque vamos bem preparados para o jogo. Isto, claro, se soubermos relacionar o relatório do adversário com o treino. Estes artigos complementam aquilo que é o Scouting no futebol, ou a observação no futebol:



       Feito isto, penso que apenas resumindo e juntando estas três categorias, é possível ter um olhar profundo da relação entre elas. Através de exercícios corretos, treino bem efectuado e preparação para o próximo jogo, é relativamente fácil encontrar o alto rendimento ou melhorar o rendimento da equipa


Assine agora e receba todas as novidades por e-mail

E faça download do ebook 72 exercícios para as fases do jogo imediatamente. Clique aqui para saber mais
endereço de email
*
campayn