Teoria do Futebol

Tudo sobre Futebol, os metodos, os conceitos, os princípios, 
os processos e toda a organização tatica do futebol!

Defesas ajudam a atacar, atacantes ajudam a defender. No futebol, já não existem jogadores com funções isoladas

Não faço ideia porque ainda se acredita que atacantes só servem para atacar e são muito bons se andarem a fintar tudo e todos, e os defesas só servem para defender e só são bons quando fazem 50 desarmes por jogo. O futebol de hoje não depende da ação individual, mas da organização coletiva 

Neuer, o melhor guarda-redes do mundo


Ser o melhor tem muito que se lhe diga. Ainda que cada um de nós seja mais propenso a determinadas tarefas, nenhum de nós nasce melhor do que ninguém. A excelência exige treino, tempo, experiência e erro. Neuer é hoje o melhor guarda-redes do mundo e muitas das suas habilidades podem ser comprovadas no vídeo que se segue. A qualidade do guarda-redes alemão é realmente soberba. Ainda me lembro, num jogo entre FC Porto e Schalke 04, ver Neuer pela primeira vez. O guarda-redes alemão eliminou a equipa portuguesa praticamente sozinho. 

O fator casa no futebol e nas apostas desportivas


Por vezes, precisamos levar a nossa visão mais a fundo para que nos seja possível compreender como são as coisas por dentro. Há quem diga que o futebol se faz de golos, mas todo o caminho necessário até ao golo é tão importante como o golo em si. Só é possível marcar um golo se a equipa for capaz de construir situações que facilitam essa tarefa. Rematar não basta. É necessário construir de forma inteligente cada uma das situações, tanto na saída de jogo como na finalização. Mas existem outros fatores que influenciam na forma como as equipas constroem essas situações. 

Futebol, um misto de razões, emoções e ideias. Mais que um desporto!

Muitos não tem noção de tudo o que acontece em volta do futebol, esquecendo que, apesar de estar centrado numa bola, o futebol vai além dos horizontes da maioria dos mortais que o acompanha. Acontece que o futebol é uma atividade social e funciona como um espelho ao ser humano de tal forma que as maiores virtudes e defeitos da nossa espécie aparecem refletidas neste desporto. 

Porque devemos equilibrar a nossa confiança?


Quem não gosta de se sentir confiante, e fazer qualquer tarefa como se fosse natural? A confiança nas próprias habilidades é sempre positiva, pois impede que o medo de falhar ou acertar atrapalhe, produzindo melhores resultados. Porém, tudo pede que se torne equilibrado, e é tão horrível ter pouca confiança como ter confiança em excesso. No futebol, confiança em excesso tanto pode levar ao erro no jogo como nas apostas desportivas


O que realmente é importante para a formação de jovens jogadores? Paixão pelo jogo

Paixão pelo jogo, acreditar que pode chegar longe, tudo isso se transforma numa vontade indomável numa criança em se tornar profissional, ainda que essa criança nem sequer tenha noções daquilo que é ser profissional. Já vi miúdos a chorar por acabar o treino, e acredito que se lhes forem dadas oportunidades, tal é a sua paixão pelo jogo, se podem tornar excelentes jogadores de futebol. Competência é aquilo que procuramos na idade adulta. O gosto pelas coisas é o que devemos mostrar na idade jovem. Qualquer miúdo precisa aprender que vale a pena viver, e o desporto pode melhorar consideravelmente a vitalidade da criança para a vida.

Porque o treino deve ser bem planeado e preparado?


Desconheço treinadores que hoje possam ter sucesso sem um planeamento correto do seu trabalho. Quando realizamos determinadas tarefas, o conhecimento da tarefa em causa e a experiência é suficiente para realizar a tarefa. Por exemplo, quando precisamos de um exercício de posse de bola, facilmente desenhamos um em nossa mente, distribuímos o material pelo campo e pelos jogadores, explicamos o exercício e começa a atividade. 

Importância da coordenação nas camadas jovens


As crianças, durante o seu desenvolvimento, não precisam apenas crescer ou ganhar força. Isso é importante, mas não é a única coisa importante no seu crescimento da criança. Existem mais coisas importantes, como o gosto pela vida, a necessidade de brincar, a aprendizagem em diferentes áreas e a importantíssima coordenação motora, ainda mais quando se fala em desporto, qualquer que seja o desporto. A qualquer atleta, pedimos que este seja bem desenvolvido no que diz respeito à coordenação motora, e a qualquer treinador de formação, pedimos que todos eles evoluam os miúdos neste aspeto quanto possível. 

Princípio das propensões


Se pesquisarmos o significado de propensão, sabemos que estar propenso a algo significa ter uma tendência a algo, como ser empurrado para uma determinada dimensão. Então, o treinador pode servir-se deste conceito no treino, procurando levar os jogadores numa determinada direção. 

Princípio da especificidade

São 11x11 dentro do campo, surgem várias situações diferentes, em diferentes zonas do campo. Alguns autores interpretam um jogo como um caos constante, no qual precisamos de criar uma organização. É então que surge o modelo de jogo (MDJ) como forma de reduzir esse caos, e o treino para o operacionalizar. Então, para trabalhar esse MDJ no treino, não podemos criar exercícios e situações aleatórias, que em nada tem a ver com as ideias que pretendemos operacionalizar. É aí que surge a especificidade no treino.

Jogar bem ou jogar diferente?


Uma das melhores coisas que existe no futebol, é a competição. Seja qual for a liga, seja qual for o campeonato, a competição estará sempre presente no futebol. E quanta mais alta for a classificação de uma liga ou campeonato, maior é a competição nessa prova. E ainda bem porque existe competição, porque é esta ansiedade por vencer que leva gente aos estádios, e faz do futebol tão grande quanto ele é. Mas, depois surge uma dúvida: no meio de tanta competição, como vencer?

O que são passes de qualidade?


No outro dia, ouvi uma expressão, à qual propus a seguinte questão: o que são passes de qualidade? A expressão era exatamente esta, após um jogo do Sporting CP: “O Ryan Gauld fez três ou quatro passes de qualidade”. Só três ou quatro, durante um jogo todo? Então o que poderemos dizer do Enzo Pérez, no jogo entre Valência e Real Madrid, que acertou 30 de 33 passes? Terão todos eles, sido passes de qualidade? Jogos à parte, voltemos à nossa questão: o que são passes de qualidade?

Qual a diferença entre jogar em ação e jogar em reação?


Jogar em ação. Ter um objetivo e praticá-lo a frio, no futebol, e em tudo na vida. Nunca é tarde de mais para aprender, e desengane-se quem pensa que já sabe tudo. Esse é o primeiro passo para deixar de aprender. Digo isto porque existe uma grande diferença entre jogar em ação e jogar em reação. Mas facilmente encontramos jogadores ou equipas a correr atrás da bola sem uma orientação, sem uma organização, a jogar em reação, sem perceberem isso.

As ações técnico-táticas como ferramenta do jogador



O jogador moderno não se distingue pela sua força ou velocidade em sprint, mas da sua capacidade em dar sequência ao jogo, seja em que situação for. Por isso, ao jogador não importa apenas saber fazer uma finta ou um passe. É necessário aliar uma boa razão para que esse gesto seja feito, produzindo uma boa decisão que aproxima a baliza do golo. 

Princípio da alternância horizontal em especificidade


Todos nós sabemos que o exercício físico implica esforço ao nosso organismo, e por isso vários autores defendem que os atletas devem estar bem treinados. Sim, a lógica da ideia é essa. Mas, como treinar bem um jogador de futebol? Será que fazê-lo correr mais, arrancar mais depressa, fará dele um jogador melhor? No futebol de hoje, não queremos onze jogadores, queremos uma equipa. Na periodização tática, não entendemos que devemos ter jogadores fisicamente potenciados para ensinar o jogo que queremos jogar. Aquilo que entendemos é que os jogadores precisam estar frescos para que possam aprender o máximo possível. O princípio da alternância horizontal em especificidade orienta os treinadores nesse aspeto.

Ser ou não ser, treinador amigo


Muitos se apoiam na base da disciplina, acreditando que um treinador não pode dar confiança aos jogadores, uma ideia que eu não partilho. Os jogadores precisam confiar no seu treinador, confiam nas suas ideias, e isto só é possível quando o treinador transmite confiança aos treinadores. Quem gosta de sentir que está a trabalhar para um chefe? Ninguém. Este artigo foi um dos que mais gosto me deu publicar.  

Publicidade

Membros

Prognósticos

Estatísticas


  • Total de apostas: 67
  • Total de apostas corretas: 46

Fórum de discussão

Vídeos mais recentes

1097 views - 0 comments
760 views - 1 comment
1063 views - 0 comments

Teoria do Futebol na Imprensa

Galeria de Fotografia

Apresentações

Organização tática
Psicologia
Outros